Exportar registro bibliográfico

Influência da idade gestacional no desenvolvimento infantil e a qualidade da interação na díade mãe-bebê (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: LAMONICA, DIONISIA APARECIDA CUSIN - FOB
  • Unidade: FOB
  • Subjects: IDADE GESTACIONAL; DESENVOLVIMENTO INFANTIL; RELAÇÕES MÃE-CRIANÇA
  • Language: Português
  • Abstract: A idade gestacional é uma medida importante, e que deve ser levada em consideração, pois quando o bebê nasce antes da 37ª semana há riscos para alterações do desenvolvimento. A fragilidade dos recém-nascidos prematuros contribui para a possibilidade eminente de riscos, agravos e/ou sequelas de diversos tipos, com diferentes consequências no processo do desenvolvimento infantil. A relação dos bebês com pais fornece base para o desenvolvimento dos padrões de autorregulação, para o aumento da sensibilidade materna, e para o desenvolvimento do apego. Os objetivos do estudo foram correlacionar o peso e a idade gestacional com as habilidades do desenvolvimento infantil; correlacionar as habilidades do desenvolvimento infantil, com as medidas de sensibilidade controle e passividade materna; verificar a relação do padrão de apego e a orientação social positiva ou social não positiva e verificar a relação das medidas de sensibilidade, controle e passividade materna com o padrão de apego, ao longo do primeiro ano de vida (três, nove e 12 meses). Cumpriram-se os princípios éticos. Participaram do estudo 28 díades mãe-bebê, com crianças nascidas entre a 32ª a 40ª semana de gestação, recrutadas ao nascimento. Aos três meses os familiares foram contatados para a primeira avaliação, que constou da aplicação do protocolo de anamnese, aplicação do procedimento Face to Face Still-Face (FFSF) e do Teste de Screnning de Desenvolvimento Denver – II (TSDD-II). Aos nove meses repetiu-se a aplicação do FFSF, TSDD-II e foi verificada a qualidade da interação por meio do Child-Adult Relationship Experimental Index (CARE-Index). Aos 12 meses repetiu-se a medida do desenvolvimento TSDD-II e foi aplicada o paradigma laboratorial da Situação Estranha (SE).O tratamento estatístico constou de análise descritiva e aplicação do Teste de Correlação de Spearman, Teste exato de Fischer e Teste de Mann-Whitney. Os resultados indicaram influência da idade gestacional e do peso nas habilidades do desenvolvimento infantil (motora grossa, motora fina-adaptativa, pessoal-social e de linguagem), com maior nível de significância aos três meses. A qualidade da interação avaliada por meio do CARE-index, indicou predomínio de mães com alto nível de sensibilidade (81,82%). Os padrões de autorregulação avaliados por meio do procedimento FFSF indicaram que 57,14% da casuística apresentaram orientação social não positiva e 42,86% orientação social positiva aos três meses, e aos nove meses 78,57% orientação social não positiva e 21,43% orientação social positiva. O padrão de Apego, avaliado pela SE, verificou apego inseguro para 60,71% e apego seguro em 39,29% da casuística. Conclusão: A idade gestacional e o peso influenciaram nas habilidades do desenvolvimento infantil, com valor maior nível de significância aos três meses. Houve correlação estatisticamente significante a partir dos nove meses, entre as variáveis da qualidade da interação mãe-bebê e as habilidades do desenvolvimento avaliadas no TSDD-II. Os bebês classificados como seguros aos 12 meses revelaram predominantemente respostas de orientação social positiva durante a situação de FFSF aos três meses. Quando comparou-se as crianças com apego inseguro, com as de apego seguro, estas tinham mães que exibiram significativamente níveis superiores de sensibilidade.
  • Imprenta:
  • Source:
    • Título do periódico: Anais
  • Conference titles: Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Camila da Costa; LAMÔNICA, Dionísia Aparecida Cusin. Influência da idade gestacional no desenvolvimento infantil e a qualidade da interação na díade mãe-bebê. Anais.. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 2017.
    • APA

      Ribeiro, C. da C., & Lamônica, D. A. C. (2017). Influência da idade gestacional no desenvolvimento infantil e a qualidade da interação na díade mãe-bebê. In Anais. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia.
    • NLM

      Ribeiro C da C, Lamônica DAC. Influência da idade gestacional no desenvolvimento infantil e a qualidade da interação na díade mãe-bebê. Anais. 2017 ;
    • Vancouver

      Ribeiro C da C, Lamônica DAC. Influência da idade gestacional no desenvolvimento infantil e a qualidade da interação na díade mãe-bebê. Anais. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021