Exportar registro bibliográfico

Impacto dos meios de vida e vulnerabilidade de agricultores familiares do semiárido (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: KAULING, SAMANTHA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: AGRICULTURA FAMILIAR; ECOLOGIA AGRÍCOLA; FAMÍLIA RURAL; POLÍTICAS PÚBLICAS; VIDA RURAL; ZONAS SEMIÁRIDAS
  • Language: Português
  • Abstract: As famílias rurais do semiárido vivem sob constante vulnerabilidade climática, cujas atividades agropecuárias são comprometidas pela instabilidade hídrica, pela produção em solos empobrecidos e também pela demanda de altos investimentos na modernização dos seus sistemas produtivos. A consequência é um povo marginalizado, pobre, sem acesso a alimentação em quantidade e qualidade suficientes, desencadeando na migração para grandes centros ou ainda, a exploração e degradação dos recursos da Caatinga na tentativa de desenvolver suas atividades e assim permanecer no campo. Diante a problemática da seca, muitas estratégias de convivência com o semiárido são promovidas, as quais favorecem o acesso à água e a inclusão social. No entanto, o cenário atual enfatiza a necessidade de medidas mais eficientes para o fortalecimento da agricultura familiar, que devem ser condizentes à realidade do agricultor e harmoniosas com o meio ambiente. Portanto, para elucidar questões sobre a realidade de agricultores familiares do semiárido e gerar informações como subsídio a atuação de agentes externos, o presente trabalho compreendeu as vulnerabilidades dos meios de vida de agricultores familiares. Bem como, a importância e o impacto dos recursos (água, produção e área consolidada) dos meios de vida de agricultores familiares. Foram realizadas entrevistas com 23 famílias distribuídas em municípios da Bacia do Jacuípe e aplicados quatros métodos multivariados, por meio da (i) análise deagrupamentos, (ii) análise de componentes principais, (iii) análise de fatores e (iv) análise de seleção das variáveis. Os resultados apontaram para a produção que aqueles com maior número de matrizes (vacas em lactação ou caprinos para carne) diversificam suas rendas com a venda de galinhas e ovos e possuem RL com entrada de animais. Enquanto aquelas com propriedades entre 0-20 ha trabalham, somente, com a produção de hortaliças, cuja fonte de renda é o próprio negócio. Famílias com propriedades entre 20-66 ha criam caprinos, não possuem APP e não utilizam equipamentos via associações ou empréstimos. Quanto as famílias com propriedades entre 66-80 ha, embora criem caprinos, sua comercialização não é a principal fonte de renda. Assim, concluiu-se que os meios de vida das famílias rurais do semiárido apresentam maior vulnerabilidade nos seguintes recursos: financeiro (devido ao baixo retorno econômico de suas atividades e à comercialização de seus produtos, bem como às dificuldades de acesso ao crédito) e social (falta de conhecimentos técnicos resultando em práticas agropecuárias defasadas e insustentáveis, desencadeando uma má utilização dos recursos locais). O acesso aos programas sociais disponíveis e a participação em associações ou cooperativas são fundamentais para viabilizar as estratégias de convivência com o semiárido. A gestão da água (acesso e bom uso do recurso) e a aplicação dos conhecimentos tradicionais favorecem a segurança alimentar das famílias rurais. Asprincipais estratégias de convivência com o semiárido focam no acesso a água e em alternativas para suprir a falta de alimento para o animal. O tamanho da propriedade e de produção impactam a conservação da caatinga, assim como, o tamanho da propriedade influencia no foco de produção agropecuário. Por fim, o uso eficiente da água depende de tecnologias e boas práticas que permitam o seu melhor aproveitamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.08.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KAULING, Samantha; VIANI, Ricardo Augusto Gorne; VOIGTLAENDER, Maureen. Impacto dos meios de vida e vulnerabilidade de agricultores familiares do semiárido. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012018-150743/ >.
    • APA

      Kauling, S., Viani, R. A. G., & Voigtlaender, M. (2017). Impacto dos meios de vida e vulnerabilidade de agricultores familiares do semiárido. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012018-150743/
    • NLM

      Kauling S, Viani RAG, Voigtlaender M. Impacto dos meios de vida e vulnerabilidade de agricultores familiares do semiárido [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012018-150743/
    • Vancouver

      Kauling S, Viani RAG, Voigtlaender M. Impacto dos meios de vida e vulnerabilidade de agricultores familiares do semiárido [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04012018-150743/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021