Exportar registro bibliográfico

Aspectos epidemiológicos de pacientes com doença renal crônica em programa de diálise peritoneal: levantamento de 22 anos (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BEZERRA, ALINE JUNQUEIRA - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: NEFROPATIAS; DOENÇA CRÔNICA; DIÁLISE PERITONEAL; COMORBIDADE
  • Keywords: Chronic kidney disease; Comorbidades associadas; Comorbidities in chronic renal disease; Diálise peritoneal; Doença renal crônica; Peritoneal dialysis
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A doença renal crônica (DRC) tem sido considerada um problema de saúde pública mundial, assim como o incremento progressivo da população em Terapia Renal Substitutiva (TRS). Com os avanços tecnológicos acumulados, a sobrevida de pacientes em diálise tem aumentado muito. A Diálise Peritoneal (DP) é considerada método seguro e eficaz de TRS, representado um desafio para o binômio paciente-equipe de saúde. OBJETIVOS: Analisar as principais características e desfechos de pacientes em um programa de DP. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de coorte retrospectiva de 199 pacientes submetidos a DP na Unidade de Diálise do HCFMRP-USP no período de 1993 a 2015. A fonte primária de dados foi os prontuários médicos individuais. As variáveis foram classificadas em: demográficas, clínicas e laboratoriais. As análises estatísticas foram realizadas por meio de teste Qui-quadrado, ANOVA e Kruskal Wallis. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes foi de 57 anos, com predomínio do sexo feminino (51,5%), o desfecho clínico mais frequente foi a mudança de TRS para a hemodiálise (37,2%). O diabetes mellitus (DM) tipo 2 foi a ofiologia da DRC mais frequente (31,7). Houve associação entre menor média de idade de entrada em programa, desfecho clínico óbito e maior tempo de seguimento (10 anos) no grupo de pacientes que entrou em programa de diálise em no período de 1993 a 2000 (p<0,05). Encontrou-se associação do uso de medicamentos (Cloridrato de Sevelamer e análogos da vitamina D3) com valores categorizados de paratormônio, cálcio total e fósforo (p<0,05). CONCLUSÃO: Os pacientes que entraram em programa no período de 1993-2000 apresentaram menor média de idade e maior tempo de acompanhamento quando comparados aos demais grupos. O desfecho clínico mais frequente foi a transferência para HD, tendo como causa principal a ocorrência de peritonites
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BEZERRA, Aline Junqueira; COSTA, José Abrão Cardeal da. Aspectos epidemiológicos de pacientes com doença renal crônica em programa de diálise peritoneal: levantamento de 22 anos. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-23032018-132615/ >.
    • APA

      Bezerra, A. J., & Costa, J. A. C. da. (2017). Aspectos epidemiológicos de pacientes com doença renal crônica em programa de diálise peritoneal: levantamento de 22 anos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-23032018-132615/
    • NLM

      Bezerra AJ, Costa JAC da. Aspectos epidemiológicos de pacientes com doença renal crônica em programa de diálise peritoneal: levantamento de 22 anos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-23032018-132615/
    • Vancouver

      Bezerra AJ, Costa JAC da. Aspectos epidemiológicos de pacientes com doença renal crônica em programa de diálise peritoneal: levantamento de 22 anos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-23032018-132615/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020