Exportar registro bibliográfico

Determinação de fármacos em mananciais do estado de São Paulo e estudo da sua ecotoxicidade sobre a cianobactéria Microcystis aeruginosa (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUZA, RAQUEL CARDOSO DE - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: TOXICOLOGIA AMBIENTAL; FÁRMACOS; MEIO AMBIENTE; MANANCIAIS; SÃO PAULO
  • Language: Português
  • Abstract: A contaminação de corpos d'água por fármacos é um tema de extrema relevância, tendo em vista problemas como a escassez de água, florações de cianobactérias tóxicas e lançamentos clandestinos de efluentes domésticos. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo determinar a presença de cafeína (CAF), fluoxetina (FLX), levotiroxina (LVX) e bezafibrato (BZF) em mananciais do estado de São Paulo, bem como avaliar a toxicidade desses compostos à cianobactéria Microcystis aeruginosa LTPNA 08. Um método por LC-MS/MS foi desenvolvido e validado, de acordo com a RDC nº 166 da ANVISA, para a detecção de CAF, FLX, LVX e BZF em amostras ambientais. As represas Guarapiranga e Billings, bem como os rios Taiçupeba, Sorocaba, Baixo Cotia, Grande e Paraíba foram monitorados de abril a setembro de 2017. A toxicidade dos fármacos foi avaliada por meio do monitoramento do crescimento, produção de microcistinas e viabilidade celular da cianobactéria M. aeruginosa LTPNA 08. CAF foi detectada em todas as amostras analisadas, com concentrações que variaram de 6,6 ng.’L POT. -1’ a 16,47 µg.’L POT. -1’. No Rio Cotia foram verificadas as maiores concentrações de CAF, FLX e BZF (16,47 µg.’L POT. -1’; 3,5 ng.’L POT. -1’ e 322 ng.’L POT. -1’, respectivamente). A LVX, cujos produtos de biotransformação não foram monitorados, não foi detectada em nenhuma amostra analisada. A concentração de 50 µg.’L POT. -1’ de FLX inibiu o crescimento da cianobactéria em 82,3% ('CE IND. 50': 31,4 µg.’L POT. -1’). Em relação à produção de microcistinas totais, os fármacos inibiram a liberação da fração extracelular para a maior concentração testada ao longo do tempo de monitoramento, embora não tenham demonstrado efeito sobre a viabilidade celular. Sendo assim, considerando-se que fármacos estão presentes nos mananciais monitorados no estado de São Paulo e que a FLX pode causar efeitosobre a M. aeruginosa, os efeitos decorrentes da exposição a concentrações ambientais contínuas e cumulativas de fármacos em corpos d'água devem ser estudados. Além disso, uma vez que a ocorrência destas substâncias e outros contaminantes antropogênicos no ambiente aquático natural é uma questão emergente devido aos efeitos adversos potenciais que estes compostos representam para a vida aquática e os seres humanos, os tipos e níveis destes compostos, que têm um impacto maior na qualidade da água, deve ser constantemente monitorada. Práticas de gestão que investem em saneamento e na redução da descarga de efluentes não tratados, e um plano de proteção de recursos hídricos com o objetivo de garantir a segurança da água seriam medidas essenciais para reduzir o aporte de contaminantes nos corpos d'água do estado de São Paulo.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Raquel Cardoso de; PINTO, Ernani. Determinação de fármacos em mananciais do estado de São Paulo e estudo da sua ecotoxicidade sobre a cianobactéria Microcystis aeruginosa. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-20122017-143557/ >.
    • APA

      Souza, R. C. de, & Pinto, E. (2017). Determinação de fármacos em mananciais do estado de São Paulo e estudo da sua ecotoxicidade sobre a cianobactéria Microcystis aeruginosa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-20122017-143557/
    • NLM

      Souza RC de, Pinto E. Determinação de fármacos em mananciais do estado de São Paulo e estudo da sua ecotoxicidade sobre a cianobactéria Microcystis aeruginosa [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-20122017-143557/
    • Vancouver

      Souza RC de, Pinto E. Determinação de fármacos em mananciais do estado de São Paulo e estudo da sua ecotoxicidade sobre a cianobactéria Microcystis aeruginosa [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-20122017-143557/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021