Exportar registro bibliográfico

O narrador contemporâneo e a análise de originais (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERRARI, VANESSA RAMOS - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Subjects: LINGUÍSTICA DE CORPUS; FILOLOGIA; LINGUÍSTICA TEXTUAL; ORIGINAL (EDITORAÇÃO); CRÍTICA TEXTUAL
  • Keywords: Análise de originais; Editor's job; First publication; Manuscript assessment; O papel do editor; Primeira publicação; tipologia de narradores; Typology of narrators
  • Language: Português
  • Abstract: Com a proposta de analisar as principais características de narradores contemporâneos, esta dissertação parte de um corpus de seis originais recusados para publicação pela Companhia das Letras em 2014. O processo analítico se dá por meio das escolhas sintáticas, da voz narrativa, dos jargões e muletas narrativas (palavras, expressões, metáforas desgastadas), da originalidade, ritmo, verossimilhança, metáforas, diálogos e precisão. As características foram coletadas e classificadas entre 2009 e 2015, a partir da leitura de originais submetidos para publicação pela editora. Ao longo do processo de leitura e avaliação, cinco tipos narrativos apareceram com mais frequência, que deu origem a uma tipologia de narradores sistematizados em suas peculiaridades. Esses narradores, nomeados como Saudosista, Comedido, Poético, Esnobe e Autobiográfico são examinados do ponto de vista do editor, da estilística, da complexidade do romance, da crítica textual e da análise do discurso de Bakhtin. Com a leitura crítica de ensaios de Erich Auerbach, Bakhtin, Tchekhov, H. S. Becker, Steven Pinker, Francine Prose, Stephen King David Lodge, Schopenhauer e José Luiz Fiorin, esse trabalho tenta responder por que tantos autores estreantes se amparam em recursos narrativos de pouca força expressiva e em falsas premissas sobre o que seria a "boa literatura". Os resultados apontam para narradores que desconhecem a diferença entre estar apto para se comunicar em uma língua ou usá-Ia como instrumentoestilístico. Somado a isso, há a complexidade do romance, um gênero que contempla inúmeras possibilidades e por isso dificulta as decisões assertivas; os resultados mostram ainda que os narradores se amparam na crítica literária antiga e em sua definição sobre o que vem a ser a boa literatura - dogmática, absoluta, inacessível e produzida por um grupo restrito de autores; por último, apoiando-se na teoria de Bakhtin, que defende que todo discurso é político, e por isso moldado pelas relações de poder, os narradores usam a narrativa obscura e palavrosa para camuflar inseguranças ou se proteger de possíveis críticas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2017
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRARI, Vanessa Ramos; ALMEIDA, Manoel Mourivaldo Santiago. O narrador contemporâneo e a análise de originais. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-28062017-112753/ >.
    • APA

      Ferrari, V. R., & Almeida, M. M. S. (2017). O narrador contemporâneo e a análise de originais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-28062017-112753/
    • NLM

      Ferrari VR, Almeida MMS. O narrador contemporâneo e a análise de originais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-28062017-112753/
    • Vancouver

      Ferrari VR, Almeida MMS. O narrador contemporâneo e a análise de originais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-28062017-112753/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020