Exportar registro bibliográfico

Investigação do envolvimento dos eicosanoides na depressão induzida por estresse crônico imprevisível (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: LOCACHEVIC, GISELE APARECIDA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: DEPRESSÃO; INFLAMAÇÃO; RECEPTORES DE GLICOCORTICOIDES
  • Language: Português
  • Abstract: A depressão é uma doença mental, relacionada ao estresse, cuja Ofiologia é complexa e multifatorial. Em estágios mais graves, pode levar ao suicídio, uma trágica fatalidade que resulta na morte de milhares de pessoas todos os anos. Diversas teorias já foram propostas para explicar a origem da depressão, entre elas a relacionada às doenças infecciosas ou inflamatórias, onde a liberação de mediadores inflamatórios, como a IL-1β e a PGE2, podem ser o gatilho para o desenvolvimento da doença. Considerando nossos dados recentes mostrando que LTB4 é um mediador lipidico capaz de regular a inflamação e a liberação de IL-1β e de PGE2 em modelo de inflamação estéril, neste projeto investigamos o papel do LTB4 na depressão. Utilizando o estresse crónico imprevisível (CUS) como modelo de depressão, encontramos que animais Alox5-/-, não produtores de leucotrienos (LTs), apresentam diferenças marcantes quando comparados com os 129sv, que são seu backgroundgenético. Baço dos Alox5' não estressados produzem mais citocinas IL-1 e IL17, e esses animais naturalmente têm menor preferência por sacarose. Quando ambas as linhagens foram submetidas ao CUS durante 14 dias encontramos que os animais CUS129sv aumentam a liberação das citocinas IL-1 βe IL-17 e têm comportamento anedônico, caracterizado pela redução na preferência por sacarose. No entanto, nos CUS-Alox5', estas alterações não foram observadas. Além disso, encontramos que os Alox5-/- quando comparados com 129sv liberam menos corticosterona, expressam mais caspase-1 e menos o receptor de glicocorticoide (GR). No entanto, animais CUS-Alox5' aumentam a liberação de corticosterona, sem alterarem a anedonia. Paradoxalmente, encontramos que tratamento de animais CUS-Alox5-/- com LTB4, reduziu a liberação de corticosterona e a expressão de CUS-129sv, com antagonista do receptor BLT1, restacaspase-1. Por outro lado, tratamento dos CUS-129sv, com antagonista do receptor BLT1, restaurou a concentração de corticosterona para os níveis de animais não estressados, mas não alterou a expressão de caspase-1. Estas alterações parecem estar relacionadas, em parte com a regulação das enzimas 11βHSD1 e 11βHSD2. Nossos dados nos permitem concluir que LTB4 regula a produção de corticosterona, mas não modela a anedonia. Assim, podemos sugerir que a corticosterona não é o mediador da anedonia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.06.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOCACHEVIC, Gisele Aparecida; GUIMARÃES, Elaine Aparecida Del Bel Belluz. Investigação do envolvimento dos eicosanoides na depressão induzida por estresse crônico imprevisível. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Locachevic, G. A., & Guimarães, E. A. D. B. B. (2017). Investigação do envolvimento dos eicosanoides na depressão induzida por estresse crônico imprevisível. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Locachevic GA, Guimarães EADBB. Investigação do envolvimento dos eicosanoides na depressão induzida por estresse crônico imprevisível. 2017 ;
    • Vancouver

      Locachevic GA, Guimarães EADBB. Investigação do envolvimento dos eicosanoides na depressão induzida por estresse crônico imprevisível. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021