Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo das alterações morfológicas e vasculares do útero durante a prenhez precoce de embriões de clones bovinos produzidos por SCNT em três diferentes apresentações gestacionais (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, MARCELO DE LUNA FREIRE - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZMV
  • Subjects: CLONAGEM ANIMAL; PRENHEZ; ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER; VASCULARIZAÇÃO EM ANIMAL; BOVINOS
  • Language: Português
  • Abstract: A clonagem por transferência de núcleo de células somáticas (SCNT) em bovinos é uma biotécnica ineficiente, porém é uma ferramenta muito importante para pesquisas em biologia do desenvolvimento. Estudos prévios em nosso laboratório identificaram três fenótipos gestacionais de clones bovinos produzidos por SCNT: (1) gestação normal (CNG) - presença do embrião (EP), vesícula embrionária (VE) e corpo lúteo ativo (CL); (2) gestação anembrionada (CAG) - presença da VE e CL ativo e ausência de EP; (3) receptoras com CL ativo persistente sem a presença de EP e VE (CPCL). Vacas doadoras de embriões foram sincronizadas pelo protocolo de super-ovulação (SOV) e inseminadas artificialmente, os embriões obtidos após sete dias da ovulação foram transferidos para receptoras que ao ficarem gestantes formaram o grupo controle (GC). O objetivou do estudo foi investigar as características morfovasculares do útero nestes quatro fenótipos gestacionais. A hipótese central foi que as características morfovasculares do útero são moduladas diferentemente nos três fenótipos gestacionais de embriões clonados por SCNT e gestação controle. Vacas Nelores foram sincronizadas e utilizadas como receptoras de embriões. Coletas de sangue para análise de progesterona e exames ultrassonográficos nos modos B e Doppler para análise da morfologia e vascularização uterina foram realizados a cada dois dias a partir do dia 6 até o dia 30 pós-ovulação. Entre os dias 31 e 36, as receptoras foram abatidas e o úterocoletado para análises in situ. A simetria entre cornos, o grau de desenvolvimento de carúnculas e da VE foram mensurados e amostras endometriais coletadas para quantificação relativa do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) e seu receptor do tipo 2 (VEGF-R2) por western-blotting. No total foram realizadas 212 sincronizações do ciclo estral, das quais 79 receptoras receberam embriões de clones por SCNT e 49 receberam embriões produzidos in vivo. Aos 25 dias pós-ovulação as taxas de concepção por grupo foram: CNG = 15,1% (12/79), CAG = 2,5% (2/79), CPCL = 8,8% (7/79) e CG = 24,4% (10/49). Duas receptoras da raça Tabapuã (Bos taurus indicus) do fenótipo do grupo CAG provindas de outro experimento foram incluídas nas análises. Algumas receptoras foram excluídas do experimento devido a perdas gestacionais ocorridas antes do momento do abate, restando para as análises sete receptoras no grupo CNG, três no CAG, quatro no CPCL e nove no CG. Somente o grupo CG apresentou diferença de perfusão vascular entre os cornos uterinos ipso e contralateral (P<0,05). Em relação ao corno ipsolateral, os grupos CG e CNG apresentaram maior perfusão vascular em relação ao grupo CPCL do dia 24 ao 30 (P<0,05). Porém, com a média dos escores da perfusão vascular endometrial de ambos os cornos, o grupo CNG apresentou maiores valores em relação aos grupos CAG e CPCL nos dias 24 e 30. Os índices de resistência vascular (RI) nas artérias uterinas confirmaram os dados subjetivos dediferença de perfusão vascular entre cornos, o corno ipsolateral do grupo CG apresentou menor RI em relação ao contralateral nos dias 22, 24, 28 e 30 (P<0,05) e os grupos CNG e CPCL não apresentaram diferença entre cornos (P>0,05). Entre os grupos, o RI no CG e CAG foi menor que no CPCL no dia 30 (P<0,05). A concentração de progesterona (P4) sanguínea foi menor no grupo CPCL em relação aos grupos CG e CNG nos dias 18 e 26 (P<0,05). A P4 atingiu valores próximos de 8 ng/ml a partir do dia 22 nos grupos CG e CNG, sendo que no grupo CPCL os valores foram inferiores à 6 ng/ml a partir do dia 14. As análises in situ revelaram maior frequência de assimetria de cornos uterinos no grupo CG em relação aos grupos CNG, CAG e CPCL; o grupo CNG obteve maior frequência de ocorrência de carúnculas e VE desenvolvidas nos dois cornos uterinos em relação aos grupos CAG e CPCL (P<0,05), não diferindo do grupo CG (P>0,05). O comprimento dos embriões do grupo CNG foi maior que dos embriões do grupo CG (P<0,05), entre os dias 28 e 34. Não foi detectada diferença de abundância relativa das proteínas VEGF e VEGF-R2 entre os quatro grupos estudados, porém quando os grupos de gestações normais (CG e CNG) foram comparados com os grupos de gestações alteradas (CAG e CPCL) foi detectada maior abundância relativa para o fragmento de 75 kDa da proteína do VEGF-R2 no grupo de gestações alteradas. A hipótese central do estudo, que afirma que as alterações morfovasculares do úterogestante durante o primeiro mês são moduladas em diferentes graus de forma dependente à qualidade de desenvolvimento do concepto foi confirmada. Por fim, este estudo proporcionou um melhor entendimento da fisiologia endócrina, morfológica e vascular das gestações normais e alteradas de embriões clonados por SCNT durante o primeiro mês gestacional, fornecendo base para novos estudos sobre o desenvolvimento e manutenção da gestação inicial em bovinos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.07.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Marcelo de Luna Freire; SILVA, Luciano Andrade. Estudo comparativo das alterações morfológicas e vasculares do útero durante a prenhez precoce de embriões de clones bovinos produzidos por SCNT em três diferentes apresentações gestacionais. 2017.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-20112017-150425/ >.
    • APA

      Oliveira, M. de L. F., & Silva, L. A. (2017). Estudo comparativo das alterações morfológicas e vasculares do útero durante a prenhez precoce de embriões de clones bovinos produzidos por SCNT em três diferentes apresentações gestacionais. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-20112017-150425/
    • NLM

      Oliveira M de LF, Silva LA. Estudo comparativo das alterações morfológicas e vasculares do útero durante a prenhez precoce de embriões de clones bovinos produzidos por SCNT em três diferentes apresentações gestacionais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-20112017-150425/
    • Vancouver

      Oliveira M de LF, Silva LA. Estudo comparativo das alterações morfológicas e vasculares do útero durante a prenhez precoce de embriões de clones bovinos produzidos por SCNT em três diferentes apresentações gestacionais [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-20112017-150425/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021