Exportar registro bibliográfico

Efeitos modulatórios da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica em camundongos submetidos a intervenções não-farmacológicas: a dieta intermitente e o exercício físico (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, JOãO VICTOR CABRAL - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMF
  • Subjects: PLASTICIDADE NEURAL; COGNIÇÃO; COMPORTAMENTO ANIMAL; CAMUNDONGOS; EXERCÌCIO FÍSICO
  • Keywords: Cognição; Cognition; Dieta intermitente; Exercício físico voluntário; Intermittent fasting; Plasticidade sináptica; PTEN; PTEN; Synaptic plasticity; Voluntary physical exercise
  • Language: Português
  • Abstract: Inicialmente caracterizada como proteína supressora de tumor, a PTEN (phosphatase and tensin deleted on chromosome 10) tem sido objeto de estudo de trabalhos relacionados a outros processos envolvendo proliferação, sobrevivência e migração celulares, apresentando um potencial papel modulatório na neurogênese e plasticidade sináptica. Fatores ambientais, como a dieta intermitente e o exercício físico, também podem modular estes processos, podendo ser utilizados como intervenções para neuroproteção e melhora de déficits de aprendizado e memória. A ausência de PTEN em neurônios ocasiona anomalias anatômicas e funcionais, culminando em sinaptogênese aumentada e redução do LTP e LTD. Levando-se em consideração a potencial modulação da via PI3K/AKT pela dieta intermitente e pelo exercício físico, a avaliação da influência destas intervenções sobre os efeitos da deleção neuronal da PTEN constitui uma interessante ferramenta de estudo para melhor elucidação dos mecanismos associados à plasticidade sináptica. Este trabalho objetivou caracterizar bioquímica e funcionalmente o hipocampo e o córtex de camundongos adultos com deleção neuronal da PTEN, avaliando seus efeitos sob influência de intervenções não-farmacológicas. Para isto, foram utilizados camundongos com nocaute neuronal condicionado da PTEN (PtenloxP/+;Nse-Cre+). Os animais foram submetidos à dieta intermitente ou exercício físico voluntário por um período de 30 dias, avaliados por ensaios comportamentais (labirinto em cruzelevado, campo aberto, reconhecimento do objeto novo ou da localização do objeto, labirinto aquático de Morris e esquiva inibitória) e, posteriormente, foram realizadas as análises de Western Blotting, da atividade da enzima óxido nítrico sintase (NOS) e dosagem do fator neurotrófico derivado do encéfalo (BDNF). A deleção neuronal da PTEN induziu macrocefalia por aumento da massa cortical. A deleção condicionada da PTEN, sob estímulo de intervenção não-farmacológica dieta intermitente ou exercício físico induz um efeito ansiolítico nos animais, no labirinto em cruz elevado. Os resultados do campo aberto, porém, paradoxalmente não reforçam este resultado. Interessantemente, o isolamento social intrínseco ao estudo do exercício físico induziu um aumento do perfil de ansiedade nos animais, independentemente do genótipo ou tratamento. Os resultados do labirinto aquático de Morris não foram conclusivos, porém apontam para um possível déficit de memória espacial nos animais HT, além de, supreendentemente, um efeito deletério do exercício físico também observado nos níveis corticais de BDNF. Na esquiva inibitória, o déficit dos animais HT foi efetivamente resgatado pela dieta e pelo exercício físico. O hipocampo não apresentou alterações bioquímicas significativas. No córtex, pode-se confirmar a diminuição da expressão da PTEN e possível ativação da AKT, embora nenhum efeito sobre os receptores ionotrópicos glutamatérgicos tenha sido observado. O perfil de expressão da Crerecombinase foi validado por meio da linhagem Nse-Cre+;tdTomato+. O estudo da linhagem PtenloxP/+;Nse-Cre+ demonstrou um interessante potencial para avaliação dos efeitos da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica, porém um melhor balizamento dos ensaios faz-se necessário, visando a busca de condições de análise dos efeitos observados. Ainda, a expansão dos estudos com a linhagem por meio da utilização de outros estímulos pode constituir uma interessante forma de revelar os efeitos não observados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.05.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, João Victor Cabral; IWASHE, Elisa Mitiko Kawamoto. Efeitos modulatórios da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica em camundongos submetidos a intervenções não-farmacológicas: a dieta intermitente e o exercício físico. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-24112017-142910/ >.
    • APA

      Costa, J. V. C., & Iwashe, E. M. K. (2017). Efeitos modulatórios da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica em camundongos submetidos a intervenções não-farmacológicas: a dieta intermitente e o exercício físico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-24112017-142910/
    • NLM

      Costa JVC, Iwashe EMK. Efeitos modulatórios da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica em camundongos submetidos a intervenções não-farmacológicas: a dieta intermitente e o exercício físico [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-24112017-142910/
    • Vancouver

      Costa JVC, Iwashe EMK. Efeitos modulatórios da PTEN sobre a cognição e a plasticidade sináptica em camundongos submetidos a intervenções não-farmacológicas: a dieta intermitente e o exercício físico [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-24112017-142910/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021