Exportar registro bibliográfico

Mulheres na economia solidária: resistência cotidiana por uma nova cidadania (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: FREIRE, ANA PAULA VIEIRA - EACH
  • Unidade: EACH
  • Subjects: MUDANÇA SOCIAL; MULHERES; POLÍTICAS PÚBLICAS; PARTICIPAÇÃO; ECONOMIA SOLIDÁRIA
  • Keywords: Political participation; Public policies; Social movement; Solidarity economy; Women
  • Language: Português
  • Abstract: Considerando que buscamos construir uma sociedade justa e democrática para todos, é perturbador verificar as desigualdades em relação a salário, empregos e à participação política das mulheres no Brasil. Identificamos a formação de grupos e empreendimentos solidários formados quase que exclusivamente por mulheres no estado de São Paulo, justamente nas camadas de baixa renda. O objetivo desta pesquisa é investigar as condições de vida de mulheres que trabalham em grupos de economia solidária formados majoritariamente por mulheres, partindo de duas hipóteses: se a economia solidária pode ser considerada uma forma de obter autonomia, cidadania e participação para estas mulheres, ou se a economia solidária é apenas uma forma de trabalho informal para sobrevivência. Utilizamos entrevistas semiestruturadas com integrantes de cinco grupos de economia solidária do estado de São Paulo, prioritariamente de áreas urbanas, e duas entrevistadas que fazem parte de instituições de apoio à economia solidária. Utilizamos também a observação direta de atividades dos grupos. A ideia é entender como essas mulheres conseguiram alterar algumas práticas hegemônicas e mudar seu cotidiano (CERTEAU, 1990)... (Continua)(Continuação) Buscamos contextualizar a relação dessas mulheres com o mercado de trabalho, a discriminação de gênero e as diversas formas de funcionamento da economia solidária, assim com algumas políticas públicas relacionadas ao tema, como a criação da Secretaria Nacional de Economia Solidária e da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres. A pesquisa busca identificar o que mudou na vida dessas mulheres após o início do trabalho com economia solidária, o significado de economia solidária para elas, e se a economia solidária pode ser uma alternativa positiva para a maior autonomia da mulher. Identificamos que a economia solidária tem grande potencial de trazer autonomia para mulheres, assim como a ocupação de espaços de participação política e reivindicações de direitos em movimentos sociais, principalmente em grupos formados pela maioria de mulheres
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREIRE, Ana Paula Vieira; TOMAZZONI, Edegar Luís. Mulheres na economia solidária: resistência cotidiana por uma nova cidadania. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-13112017-182410/ >.
    • APA

      Freire, A. P. V., & Tomazzoni, E. L. (2017). Mulheres na economia solidária: resistência cotidiana por uma nova cidadania. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-13112017-182410/
    • NLM

      Freire APV, Tomazzoni EL. Mulheres na economia solidária: resistência cotidiana por uma nova cidadania [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-13112017-182410/
    • Vancouver

      Freire APV, Tomazzoni EL. Mulheres na economia solidária: resistência cotidiana por uma nova cidadania [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-13112017-182410/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021