Exportar registro bibliográfico

Recursos do ambiente familiar, vocabulário receptivo e leitura em crianças portadoras da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA) (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, ALINE PATRICIA ALVES DA SILVA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; VOCABULÁRIO; LEITURA; CLASSES SOCIAIS
  • Keywords: Acquired Immunodeficiency Syndrome; Classe social; Leitura; Reading; Síndrome da Imunodeficiência Adquirida; Social class; Vocabulário; Vocabulary
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) é uma doença infecciosa causada por um retrovírus chamado Human Immunodeficiency Virus HIV. Os principais alvos do HIV são as células que exibem a molécula CD4 e as células gliais do Sistema Nervoso Central (SNC) possuem estas moléculas. Uma das alterações possíveis de acontecer em virtude da infecção pelo HIV é a alteração de linguagem, pois o processamento desta ocorre no SNC. Dentre todas as dimensões da linguagem a semântica é a parte que compreende o significado das palavras tanto na compreensão quanto na produção. Esta dimensão pode influenciar o processo da leitura. Objetivo: Comparar o desempenho entre crianças portadoras de HIV por transmissão vertical e crianças com baixo risco para o HIV em atividades de vocabulário receptivo e na leitura de palavras e pseudopalavras e quanto aos Recursos do Ambiente Familiar (RAF) que podem estar envolvidos com o aprendizado, identificar: a relação entre a gravidade da doença com o vocabulário receptivo e com a leitura, considerando o nível de CD4 e da carga viral (CV), a classificação CDC (Centers for Disease Control), adesão e tempo de uso da medicação; a classificação econômica das crianças portadoras de HIV e sua relação com RAF e o, desempenho em vocabulário receptivo e leitura; Método: A população estudada foi de 11 crianças com HIV e 20 crianças com baixo risco para HIV, com idades entre 8 anos e 10 anos. Para a avaliação foi utilizado o Teste de Vocabulário por Figuras USP (TVfusp-1390) e o Teste de Competência de Leitura de Palavras e Pseudopalavras (TCLPP). Foi realizada a classificação econômica das crianças e a avaliação do RAF através de dois questionários respondidos pelos responsáveis, considerando que estes fatores podem estar envolvidos com a aprendizagem escolar. Resultados: Houve diferença entre os grupos para as variáveis RAF e o vocabulário, sendo que o grupo combaixo risco para o HIV apresentou desempenho significativamente superior ao grupo com HIV. As perguntas relacionadas aos passeios que a criança realizou, presença de brinquedos, jornais, livros e revistas em casa foram as que diferiram. Não houve diferença para a variável leitura. Não teve correlação entre as variáveis clínicas e laboratoriais e o vocabulário. Embora não significativa, houve correlação positiva entre a classificação CDC e leitura. Conclusão: Crianças portadoras de HIV apresentam desempenho inferior em vocabulário e o RAF significativamente inferior; não foi encontrada diferença em leitura; Os recursos do ambiente familiar que possivelmente podem contribuir para o aprendizado escolar são a presença de objetos, brinquedos, livros e revistas em casa e passeios realizados nos últimos 12 meses; todas as variáveis laboratoriais e clínicas não apresentaram correlação significativa com o desempenho em vocabulário, ou seja, não houve correlação entre a carga vital, contagem das células CD4, classificação CDC, adesão e medicação com o desempenho no vocabulário; a maior parte nos portadores de HIV encontravam-se na classificação econômica C ou D (82,1%); Houve correlação positiva para a classificação econômica e a pontuação no RAF e a classificação econômica e o desempenho em leitura e forte tendência entre a classificação econômica e o vocabulário
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Aline Patricia Alves da Silva; TAKAYANAGUI, Osvaldo Massaiti. Recursos do ambiente familiar, vocabulário receptivo e leitura em crianças portadoras da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA). 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-23032018-134048/ >.
    • APA

      Lima, A. P. A. da S., & Takayanagui, O. M. (2017). Recursos do ambiente familiar, vocabulário receptivo e leitura em crianças portadoras da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-23032018-134048/
    • NLM

      Lima APA da S, Takayanagui OM. Recursos do ambiente familiar, vocabulário receptivo e leitura em crianças portadoras da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-23032018-134048/
    • Vancouver

      Lima APA da S, Takayanagui OM. Recursos do ambiente familiar, vocabulário receptivo e leitura em crianças portadoras da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17140/tde-23032018-134048/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021