Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo de matrizes dérmicas de colágeno bovino com e sem lâmina de silicone no tratamento da contratura cicatricial pós-queimadura: Análise clínica e histológica (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: VANA, LUIZ PHILIPE MOLINA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: QUEIMADURAS; PELE ARTIFICIAL
  • Keywords: Artificial skin; Dermal regeneration template; Negative-pressure wound therapy; Tratamento de ferimentos com pressão negativa
  • Language: Português
  • Abstract: O surgimento das matrizes de regeneração dérmica nas duas últimas décadas permitiu um grande avanço no tratamento tanto das queimaduras agudas como das sequelas. No entanto, ainda há carência de informações sobre a relação entre os resultados clínicos e o que ocorre no tecido com cada tipo de matriz. O objetivo deste estudo foi avaliar prospectivamente os aspectos clínicos quanto à qualidade de pele, escala de Vancouver e POSAS, função e retração da área tratada e os aspectos histológicos na microscopia de luz e eletrônica, com o uso de duas matrizes de regeneração dérmica, ambas de colágeno bovino, uma de duas camadas, recoberta com lâmina de silicone e outra sem. Vinte e quatro pacientes, sorteados 12 em cada grupo, tiveram suas retrações cicatriciais secundárias à queimaduras tratadas em duas cirurgias, a primeira de liberação da retração e colocação da matriz e a segunda, colocação do auto enxerto de pele; em ambas as cirurgias foi utilizado o curativo de pressão negativa. As avaliações da escala de Vancouver e medidas da retração da área foram realizadas no pré-operatório, 1, 3, 6 e 12 meses e a escala de POSAS e avaliação funcional no pré-operatório e aos 12 meses. As biópsias foram colhidas no pré-operatório, no dia da colocação do enxerto de pele, 12 dias, 2, 6 e 12 meses após o enxerto. A avaliação clínica mostrou retração de todas as áreas tratadas, melhora da qualidade da pele e funcional em todos os pacientes. A matriz com silicone, mostrou superioridade dosresultados quanto a qualidade da pele, função e menor retração da área tratada. A análise histológica mostrou o crescimento de tecido conjuntivo denso idêntico ao tecido cicatricial original, sem diferenças entre as matrizes e que não se assemelha à derme normal. Também não foi observada diferença no diâmetro das fibrilas de colágeno do tecido neoformado, a pele normal e a cicatriz
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.08.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VANA, Luiz Philipe Molina; ALONSO, Nivaldo. Estudo comparativo de matrizes dérmicas de colágeno bovino com e sem lâmina de silicone no tratamento da contratura cicatricial pós-queimadura: Análise clínica e histológica. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-09112017-112831/ >.
    • APA

      Vana, L. P. M., & Alonso, N. (2017). Estudo comparativo de matrizes dérmicas de colágeno bovino com e sem lâmina de silicone no tratamento da contratura cicatricial pós-queimadura: Análise clínica e histológica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-09112017-112831/
    • NLM

      Vana LPM, Alonso N. Estudo comparativo de matrizes dérmicas de colágeno bovino com e sem lâmina de silicone no tratamento da contratura cicatricial pós-queimadura: Análise clínica e histológica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-09112017-112831/
    • Vancouver

      Vana LPM, Alonso N. Estudo comparativo de matrizes dérmicas de colágeno bovino com e sem lâmina de silicone no tratamento da contratura cicatricial pós-queimadura: Análise clínica e histológica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-09112017-112831/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021