Exportar registro bibliográfico

Avaliação da atividade osteogênica de superfícies de titânio revestidas com camadas de lipídios e fosfato de cálcio (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: FARIA, AMANDA NATALINA DE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: OSTEOBLASTO; PARATORMÔNIO
  • Keywords: Coberturas de Ti; DHP; DPPC; Filmes de Langmuir-Blodgett; Fosfolipídios; Langmuir-Blodged film; Mineralização; Mineralization; OPA; Osteoblast; Osteoblastos; Parathyroid hormone; Paratormônio; Phospholipids; Ti coating
  • Language: Português
  • Abstract: As coberturas de hidroxiapatita (HAp) são utilizadas para aumentar a osteointegração em implantes de titânio (Ti), devido à sua capacidade de promover a biomineralização para corrigir defeitos esqueléticos e craniofaciais. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a influência dos revestimentos sobre culturas primárias de osteoblastos. Na primeira fase de estudos, desenvolvemos uma nova abordagem de revestimento baseada em filmes Langmuir-Blodgett (LB) de dihexadecilfosfato (DHP) e ácido octadecilfosfônico (OPA) depositados em discos Ti, e crescimento subsequente de cristais de HAp. Analisamos a viabilidade dos osteoblastos, a atividade da fosfatase alcalina (ALP) e a formação da matriz mineralizada por métodos colorimétricos e a morfologia das culturas por microscopia eletrônica de varredura e microscopia confocal. Os resultados revelaram que o revestimento DHP/HAp aumentou a viabilidade dos osteoblastos até 150% em comparação com o controle em todos os dias testados. O revestimento OPA/HAp promoveu a maior viabilidade ao 14 dias (190%). A atividade de ALP foi aumentada apenas pelo revestimento de DHP/HAp ao 14° dia em comparação com o controle e Ti limpo. A microscopia eletrônica de varredura e as microfotografias confocais revelaram diferenças morfológicas entre os osteoblastos cultivados em ambos os revestimentos, aumentando o seu número e o espalhamento. O revestimento de DHP/HAp aumentou a produção de nódulos biomineralizados. O ensaio de biomineralização pela técnica do Vermelho de Alizarina mostrou que o revestimento de OPA/HAp possuía uma concentração de cálcio (Ca2+) 1,88 vezes superior à cobertura de DHP/HAp. Uma vez que a literatura relata que o Ca2+ pode estimular ou inibir a atividade da ALP e, consequentemente, o processo de biomineralização, as diferenças no comportamento desses dois revestimentos podem estar relacionadas às diferenças de concentração desuperfície de Ca2+. O bom desempenho do revestimento de DHP/HAp pode estar relacionado às características da composição química, adicionada à técnica de deposição LB. Na segunda fase da pesquisa, as monocamadas de Langmuir de DHP e dipalmitoil fosfatidilcolina (DPPC) foram testadas e utilizadas para incorporar o paratormônio 1-34 (PTH 1-34) (DHP/Ca+PTH e DPPC/Ca+PTH, respectivamente). Também foram testadas as ações dos revestimentos DHP/HAp com PTH em solução (DHP/HAp+PTH S) e gotejado (DHP/HAp+PTH G) em culturas de osteoblastos. Um potencial zela negativo em pH 7,4 foi encontrado (-14,9 mV) para o PTH 1-34. A isoterma de DPPC mostrou um aumento da área mínima ocupada por molécula lipídica após a injeção de PTH na subfase de água (50 µL de solução 0,5 mg/mL) em 10,97 A2, o que pode ser devido à inserção de PTH neste filme. A área mínima de DHP foi alterada em 2,3 A2, o que não é estatisticamente significativo. A análise de QCM mostrou um depósito de 72,5 ng de PTH em filme de DPPC e 29,3 ng de PTH em filme de DHP para cada 25 µg de PTH injetado na cuba de Langmuir. A viabilidade celular e a formação da matriz mineralizada de culturas de osteoblastos crescidas em DHP/Ca+PTH e revestimentos DPPC/Ca+PTH diminuíram quando comparadas com Ti limpo. Os revestimentos DHP/HAp+PTH S e DHP/HAp+PTH G mostraram ser tão eficientes quanto o Ti DHP/HAp para estimular o processo de biomineralização. Mas a cobertura de DHP/HAp+PTH G aumentou a viabilidade dos osteoblastos e a formação de matriz mineralizada quando comparada com Ti DHP/HAp. Esta é uma cobertura inovadora que abre precedentes para o uso da técnica de gotejamento em HAp para outros hormônios e drogas que agem sobre o tecido ósseo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FARIA, Amanda Natalina de; CIANCAGLINI, Pietro; RAMOS, Ana Paula. Avaliação da atividade osteogênica de superfícies de titânio revestidas com camadas de lipídios e fosfato de cálcio. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-07062017-130153/ >.
    • APA

      Faria, A. N. de, Ciancaglini, P., & Ramos, A. P. (2017). Avaliação da atividade osteogênica de superfícies de titânio revestidas com camadas de lipídios e fosfato de cálcio. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-07062017-130153/
    • NLM

      Faria AN de, Ciancaglini P, Ramos AP. Avaliação da atividade osteogênica de superfícies de titânio revestidas com camadas de lipídios e fosfato de cálcio [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-07062017-130153/
    • Vancouver

      Faria AN de, Ciancaglini P, Ramos AP. Avaliação da atividade osteogênica de superfícies de titânio revestidas com camadas de lipídios e fosfato de cálcio [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17131/tde-07062017-130153/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021