Exportar registro bibliográfico

Caracterização do perfil proteômico salivar de cães (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS, MAYARA BRINGEL DOS - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: ESPECTROMETRIA DE MASSAS; SALIVA; CÃES; CÁLCULO DENTÁRIO; PROTEÔMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A doença periodontal é a doença bucal mais comum que ocorre em cães. Apesar da etiologia multifatorial, é considerado como fator determinante para a sua ocorrência, o resultado de uma resposta imuno-inflamatória induzida pela presença do biofilme dentário bacteriano que se acumula na região cervical dos dentes dos cães, tal qual ocorre em humanos. Este biofilme dentário pode também ser encontrado em sua forma calcificada, o cálculo dentário. A precipitação do cálcio no biofilme dentário é facilitada pelo pH alcalino da saliva dos cães. Além de componentes envolvidos na formação do cálculo dentário, a saliva é um fluido com uma mistura complexa de constituintes orgânicos e inorgânicos. Os componentes orgânicos são predominantemente proteínas salivares. Assim, o conhecimento da composição proteica da saliva é extremamente importante para identificar a presença de proteínas que possam estar envolvidas em mecanismos fisiológicos e patológicos da cavidade bucal de cães. O presente estudo teve por objetivo caracterizar o perfil proteômico salivar de cães. Para tal, foram coletadas amostras de saliva de 20 cães a partir de 3 meses de idade das raças Shih tzu e Lhasa apso por meio do kit Saliva Collection Device (Oasis Diagnostics® Corporation - Vancouver, WA, EUA). Previamente a coleta, foi realizado um exame clínico visual dos cães, 8 (40%) não apresentaram sinais de cálculo dentário e 12 (60%) apresentaram algum grau de cálculo dentário. O grupo total dos participantes apresentou em média 4,025 (DP = 2,84) anos, sendo 7 machos e 13 fêmeas. Após a coleta, as amostras foram submetidas à quantificação das proteínas (mBCA), em seguida, foi realizada a separação proteica utilizando a técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida contendo dodecil sulfato de sódio (SDS-PAGE) a 12%, seguido de análise por nLC-ESI-em espectrometria de massas (MS/MS).Os dados obtidos de MS/MS foram confrontados com o banco de dados de proteínas (UniProt). Foram identificadas 758 proteínas únicas, sendo 257 específicas de cães sem cálculo dentário e 338 específicas de cães com cálculo dentário. Dentre as 758 proteínas únicas, as mais abundantes encontradas foram: Albumina sérica, Hemoglobina subunidade β, Apolipoproteína A-I, Hemoglobina subunidade α, Proteína S100, Haptoglobina e diversas proteínas não caracterizadas. Essas proteínas foram relacionadas às funções biológicas como de transporte de substâncias, resposta imune, estrutural, regulador enzimático e metabolismo. Este estudo é pioneiro em analisar a saliva de cães saudáveis para uma identificação das proteínas salivares, assim como estabelecer a variação e funções fisiológicas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Mayara Bringel dos; MACHADO, Maria Aparecida de Andrade Moreira. Caracterização do perfil proteômico salivar de cães. 2017.Universidade de São Paulo, Bauru, 2017.
    • APA

      Santos, M. B. dos, & Machado, M. A. de A. M. (2017). Caracterização do perfil proteômico salivar de cães. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Santos MB dos, Machado MA de AM. Caracterização do perfil proteômico salivar de cães. 2017 ;
    • Vancouver

      Santos MB dos, Machado MA de AM. Caracterização do perfil proteômico salivar de cães. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021