Exportar registro bibliográfico

Avaliação da viabilidade financeira do banco do sangue de cordão umbilical do Hemocentro de Ribeirão Preto (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: ZANELLI, ANA PAULA ROCHA DINIZ - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: CÉLULAS; CORDÃO UMBILICAL; CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES; HEMOCENTRO
  • Keywords: activity-based costs; banco de sangue de cordão umbilical e placentário; células progenitoras hematopoéticas; custeio baseado em atividades; hematopoietic progenitor cell; umbilical cord blood bank
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução. As células progenitoras hematopoéticas (CPH) têm sido utilizadas no tratamento de algumas doenças malignas hematológicas e de desordens hematopoéticas. Dentre estas células estão as CPHs provenientes de cordão umbilical e placentário (SCUP). Para coleta e armazenamento destas células foram criados os Bancos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (BSCUP). No Brasil existe a rede BrasilCord e o BSCUP do Hemocentro de Ribeirão Preto é um dos que compõem esta rede. Objetivo. Avaliar a viabilidade financeira de um banco de sangue de cordão umbilical e placentário público comparando os custos de seus procedimentos com os valores ressarcidos definidos pela tabela SUS. Metodologia: Este estudo utilizou a metodologia de Custeio Baseado em Atividades (Activity-Based Costing - ABC), que procura reduzir as distorções provocadas pelo rateio arbitrário dos custos indiretos utilizando direcionadores de custos. Foram avaliados os custos diretos e indiretos da coleta, transporte, processamento, testagem e criopreservação de CPH proveniente de SCUP no primeiro semestre de 2015. Para os custos indiretos foram definidos os direcionadores de custo. Resultados Os resultados mostram que o BSCUP do Hemocentro de Ribeirão Preto foi deficitário no primeiro semestre de 2015. O déficit apurado por unidade foi de Rprocessadas utilizando o método semiautomatizado e 25 pelo método automatizado. Conclusão. O valor ressarcido pelo SUS não cobre os gastos do BSCUP do Hemocentro de Ribeirão Preto. Isso pode ser atribuído a várias causas como: sistemática de pagamento pelo SUS apenas pelo produto criopreservado, elevados índices de rejeição das doadoras na maternidade e de descarte das unidades coletadas, embora este último seja menor que o descrito na literatura, e o custo do armazenamento em longo prazo. Os custos do BSCUP são menores que os descritos na literatura e poderiam ser reduzidos com melhorias de processos de gestão e aumento do número de unidades criopreservadas, bem como, por meio de descentralização de coletas para processamento centralizado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.03.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZANELLI, Ana Paula Rocha Diniz; SANTIS, Gil Cunha de. Avaliação da viabilidade financeira do banco do sangue de cordão umbilical do Hemocentro de Ribeirão Preto. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-07062017-132339/ >.
    • APA

      Zanelli, A. P. R. D., & Santis, G. C. de. (2017). Avaliação da viabilidade financeira do banco do sangue de cordão umbilical do Hemocentro de Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-07062017-132339/
    • NLM

      Zanelli APRD, Santis GC de. Avaliação da viabilidade financeira do banco do sangue de cordão umbilical do Hemocentro de Ribeirão Preto [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-07062017-132339/
    • Vancouver

      Zanelli APRD, Santis GC de. Avaliação da viabilidade financeira do banco do sangue de cordão umbilical do Hemocentro de Ribeirão Preto [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-07062017-132339/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021