Exportar registro bibliográfico

Aferição do teste de germinação das sementes de milho em função do tratamento industrial das sementes (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: MARTINS, ALINE NEVES - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: GERMINAÇÃO DE SEMENTES; MILHO; PRODUTOS QUÍMICOS; SEMENTES
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento industrial de sementes é utilizado para, aproximadamente, 100% das sementes híbridas de milho comercializadas no Brasil. Assim, é essencial verificar se a aplicação de produtos químicos nas sementes de milho interfere nos resultados das análises destas sementes. Portanto, nesta pesquisa foi comparada a germinação das sementes híbridas de milho de três cultivares classificadas em peneiras de crivo circular e oblongo, em função da aplicação de produtos químicos (fungicida, inseticida, nematicida e polímero) em relação às sementes sem tratamento químico (Controle). Para complementar a determinação da qualidade das sementes foram avaliados o teor de água das sementes, o comprimento médio da raiz da plântula, a emergência da plântula e o vigor. As análises foram realizadas no Departamento de Produção Vegetal da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Universidade de São Paulo. O teor de água foi determinado pelo método da estufa a 105 ± 3 °C, por 24 horas. Para o teste de germinação foram utilizados o substrato papel (RP), quatro repetições de 50 sementes ou oito repetições de 25 sementes e as avaliações entre o 3º e o 7º dia após a instalação do teste. Os tratamentos com fungicida, inseticida e nematicida não interferiram no teor de água das sementes de milho, independentemente do genótipo e da forma das sementes. Os resultados do teste de germinação das sementes de milho foram analisados, estatisticamente e utilizando as Tabelas de Tolerância das Regraspara Análise de Sementes, e é possível verificar que o tratamento industrial das sementes não interfere nos resultados do teste de germinação, conforme proposto nas atuais Regras para Análise de Sementes. No teste de germinação, é possível avaliar a germinação das sementes de milho no 3º dia após a instalação do teste, para antecipar a obtenção dos resultados. A colocação de 25 sementes de milho no substrato papel (RP) favorece a avaliação do desenvolvimento da plântula no teste de germinação, em comparação à utilização de 50 sementes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.07.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINS, Aline Neves; NOVEMBRE, Ana Dionisia da Luz Coelho. Aferição do teste de germinação das sementes de milho em função do tratamento industrial das sementes. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-19102017-103850/ >.
    • APA

      Martins, A. N., & Novembre, A. D. da L. C. (2017). Aferição do teste de germinação das sementes de milho em função do tratamento industrial das sementes. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-19102017-103850/
    • NLM

      Martins AN, Novembre AD da LC. Aferição do teste de germinação das sementes de milho em função do tratamento industrial das sementes [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-19102017-103850/
    • Vancouver

      Martins AN, Novembre AD da LC. Aferição do teste de germinação das sementes de milho em função do tratamento industrial das sementes [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-19102017-103850/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021