Exportar registro bibliográfico

Transferência de anticorpos contra espécies orais através do sangue do cordão umbilical (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SESSO, MARIA LUCIA TALARICO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: CORDÃO UMBILICAL; ANTICORPOS; IMUNOGLOBULINAS; STREPTOCOCCUS MUTANS
  • Language: Português
  • Abstract: A transferência de anticorpos Imunoglobulina G (IgG) via cordão umbilical contra agentes infecciosos representa uma importante fonte de proteção imunológico passiva para o neonato nos primeiros meses de vida. A especificidade destes anticorpos contra antígenos (Ags) de virulência são de suma importância para determinar o papel desses mecanismos de infecção microbiana. No entanto, pouco se sabe sobre a presença e especificidade destes anticorpos contra estreptococos encontrados na cavidade bucal, tais como, Streptococcus mitis (SMI) colonizador inicial e o Streptococcus mutans (SM), principal agente etiológico da cárie dentária e seus antígenos (Ags) de virulência, adesina Ag I/II, glicosiltransferase (Gtf) e a glucan binding protein B (GbpB). Assim, o objetivo do presente estudo foi analisar e comparar amostras de sangue periférico materno (SP) e do cordão umbilical (SC) quanto as especificidades da IgG e sua positividade contra estas duas espécies. Foram incluídas 80 gestantes que tiveram amostras de sangue periférico (SP) coletadas na admissão da paciente na maternidade e sangue de cordão umbilical (SC) após a realização do parto. Um subgrupo de 33 salivas das 80 amostras maternas coletadas foram analisadas para detecção de DNA de SM por ensaios de PCR-Quantitativo. A especificidade de anticorpos IgG contra os extratos bacterianos foram realizados por Western blot. Os resultados mostraram que a maioria das amostras de SP e SC apresentaram IgG contra SM. A frequência da IgG contra GbpB foi mais prevalente e estatisticamente diferente da frequência de amostras reativas a Ag I/II e Gtf (p<0.05). A complexidade de anticorpos IgG contra SM foram estatisticamente maiores do que contra SMI (p<C0.05) tanto em SP e SC. A maioria dos pares de SP e SC (95%) apresentaram resposta semelhantes da IgG contra SM. Houve correlação positiva entre a presença da IgG contra SMAg I/II, Gtf e GbpB entre SP e SC (Pearson, p<O.05, r>O.71). Não houve diferença entre detecção do DNA-SM e resposta positiva da IgG a SM e seus Ags (p>0.05). A maioria das mães que apresentaram DNA de SM detectável apresentaram IgG contra SM e GbpB, diferindo das amostras salivares que não tiveram SM detectável (p<0.05). Os resultados permitiram concluir que a minoria das amostras de sangue apresentou IgG contra SMI. Por outro lado, a maioria das amostras testadas possuíram IgG contra SM onde a GbpB foi o antígeno mais reconhecido, seguido pelo Ag I/II e Gtf. Houve uma alta similaridade da detecção e especificidade da IgG entre SP e SC. A detecção de DNA-SM na saliva materna não permitiu observar diferenças da frequência da IgG contra SM e seus antígenos no SP. No entanto, o SC mostrou maior positividade a SM e GpbB apresentando uma maior prevalência em pares de mães com DNA de SM detectável
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.03.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SESSO, Maria Lúcia Talarico; MARTINS, Ruchele Dias Nogueira Geraldo. Transferência de anticorpos contra espécies orais através do sangue do cordão umbilical. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Sesso, M. L. T., & Martins, R. D. N. G. (2017). Transferência de anticorpos contra espécies orais através do sangue do cordão umbilical. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sesso MLT, Martins RDNG. Transferência de anticorpos contra espécies orais através do sangue do cordão umbilical. 2017 ;
    • Vancouver

      Sesso MLT, Martins RDNG. Transferência de anticorpos contra espécies orais através do sangue do cordão umbilical. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021