Exportar registro bibliográfico

Aprendizagem de relações condicionais e ampliação de classes envolvendo verbos e substantivos em idosos com e sem comprometimento cognitivo (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: FIGEL, FLÁVIA CAROLINE - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE; ANÁLISE DO COMPORTAMENTO; IDOSOS; APRENDIZAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: O número de idosos vem crescendo consideravelmente em todo o mundo nas últimas décadas, especialmente em função do aumento da expectativa de vida da população e pelos avanços empreendidos pela medicina. Esse aumento da idade da população, porém, nem sempre vem acompanhado de qualidade de vida, em função do crescente número de idosos acometidos por doenças crónicas, especialmente os transtornos neurocognitivos (TNC). Esses transtornos produzem diversos efeitos, entre eles déficits na memória, no funcionamento social e na linguagem dos idosos, e os tratamentos farmacológicos ainda não alcançaram resultados que possam reverter tais déficits, ou mesmo estabilizá-los por um longo período de tempo. São necessários, por essa razão, estudos que esclareçam os processos envolvidos nas perdas de memória e de linguagem decorrentes dos TNC, tendo em vista o desenvolvimento de procedimentos de intervenção que possam auxiliar na manutenção de reportórios diversos, especialmente aqueles envolvidos no comportamento simbólico, por idosos acometidos por esses quadros. O objetivo deste estudo foi investigar as diferenças na aprendizagem de discriminações condicionais e na formação/expansão de classes envolvendo processos de generalização, utilizando como estímulos verbos e substantivos (e seus referentes na forma de vidros, fofos e figuras), em idosos saudáveis, e com comprometimento cognitivo leve. As diferenças na aprendizagem envolvendo diferentes categorias lexicais foram investigadas em termos da quantidade de ensino necessário para a aprendizagem das relações condicionais visuais-visuais. Participaram desta pesquisa 15 idosos, divididos em três grupos, de acordo com a avaliação de seu comprometimento cognitivo (grupo controle não institucionalizado, grupo controle institucionalizado e grupo experimental com comprometimento cognitivo leve). Os idosos aprenderamrelações arbitrárias visuais-visuais, envolvendo palavras escritas familiares e não familiares (substantivos [A] e verbos [D]), e seus correspondentes (fofos [B], figuras [C], vídeos de ações [E] ou figuras estáticas dessas ações [F]). O ensino envolveu um procedimento de arbitrary matching-to-sample (AB e AC, e DE e DF). Foram analisados os desempenhos dos diferentes grupos na tarefa (número de repetições de blocos para a aprendizagem das relações ensinadas, diferenças entre a aprendizagem dos verbos e dos substantivos, número e tipos de erros). Todos os participantes aprenderam as discriminações condicionais com substantivos e com verbos, e processos de generalização dos estímulos parecem ter facilitado a aprendizagem das relações condicionais apresentadas posteriormente, uma vez que os resultados mostraram que o número de tentativas necessárias para que fossem atingidos os critérios de aprendizagem foi superior no primeiro conjunto de relações aprendidas. Comparando-se os diferentes grupos, foram observadas diferenças entre os idosos com comprometimento cognitivo leve e os demais grupos. Tais diferenças referem-se, principalmente, ao número de repetições de cada bloco de ensino e ao número de erros cometidos. Para a maioria dos participantes não foram observadas diferenças expressivas na aprendizagem das relações condicionais que envolviam verbos e substantivos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.05.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FIGEL, Flávia Caroline; SCHMIDT, Andréia. Aprendizagem de relações condicionais e ampliação de classes envolvendo verbos e substantivos em idosos com e sem comprometimento cognitivo. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Figel, F. C., & Schmidt, A. (2017). Aprendizagem de relações condicionais e ampliação de classes envolvendo verbos e substantivos em idosos com e sem comprometimento cognitivo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Figel FC, Schmidt A. Aprendizagem de relações condicionais e ampliação de classes envolvendo verbos e substantivos em idosos com e sem comprometimento cognitivo. 2017 ;
    • Vancouver

      Figel FC, Schmidt A. Aprendizagem de relações condicionais e ampliação de classes envolvendo verbos e substantivos em idosos com e sem comprometimento cognitivo. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021