Exportar registro bibliográfico


Metrics:

A prescrição da pílula anticoncepcional na década de 1960:: a perspectiva de médicos ginecologistas (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: CAVALIERI, FRANCINE EVEN DE SOUSA - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • DOI: 10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731
  • Subjects: DISPOSITIVOS ANTICONCEPCIONAIS FEMININOS; PÍLULAS; SAÚDE DA MULHER; PRÁTICA PROFISSIONAL; ATITUDES PROFISSIONAIS; CONHECIMENTOS, ATITUDES E PRÁTICA; GINECOLOGIA; ANTICONCEPÇÃO
  • Keywords: Anticoncepção Hormonal Oral; Pílula Anticoncepcional; Prescrição
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Compreender como a prescrição da pílula anticoncepcional por médicos ginecologistas era realizada no Brasil na época em que começa a ser utilizada no país. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, tendo como material empírico as narrativas de seis médicos ginecologistas que atuaram na década de 1960, no estado de São Paulo. Resultados e Discussão: A partir das entrevistas, foram identificados quatro eixos temáticos de análise, que contemplaram a descrição sobre o primeiro contato dos médicos com a pílula, seguido das diferentes formas de utilização da pílula anticoncepcional como uma nova tecnologia. Também foi identificada a relação entre a prescrição médica e a indústria farmacêutica, assim como o uso da pílula anticoncepcional e a construção do discurso médico sobre o corpo feminino. Esses achados foram analisados à luz dos estudos sobre medicalização do corpo feminino, e como a sua prescrição foi sendo incluída na clínica médica a partir da década de 1960. Considerações Finais: O uso da pílula anticoncepcional apresentou-se como uma nova tecnologia de controle da reprodução e dos corpos femininos. Compreender a história da prescrição da pílula é levar em consideração os múltiplos agentes, interesses e práticas que ainda se inscrevem sobre os corpos das mulheres.Introdução: A prescrição da pílula anticoncepcional passa a ser realizada no Brasil a partir de 1962. Sua prática trouxe transformações políticas e sociais ao país: a pílula passa a ter grande aceitabilidade das mulheres e permanece como o método anticoncepcional mais utilizado por elas até a atualidade. Seu uso influenciou na queda da taxa de fecundidade e compõe, atrelada a uma série de outros fatores, um conjunto de transformações que modifica a formulação de políticas públicas referentes à saúde reprodutiva e à saúde sexual feminina. Objetivo: Compreender como a prescrição da pílula anticoncepcional por médicos ginecologistas era realizada no Brasil na época em que começa a ser utilizada no país. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, tendo como material empírico as narrativas de seis médicos ginecologistas que atuaram na década de 1960, no estado de São Paulo. Resultados e Discussão: A partir das entrevistas, foram identificados quatro eixos temáticos de análise, que contemplaram a descrição Introdução: A prescrição da pílula anticoncepcional passa a ser realizada no Brasil a partir de 1962. Sua prática trouxe transformações políticas e sociais ao país: a pílula passa a ter grande aceitabilidade das mulheres e permanece como o método anticoncepcional mais utilizado por elas até a atualidade. Seu uso influenciou na queda da taxa de fecundidade e compõe, atrelada a uma série de outros fatores, um conjunto de transformações que modifica a formulação de políticas públicas referentes à saúde reprodutiva e à saúde sexual feminina.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.02.2017
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALIERI, Francine Even de Sousa; CABRAL, Cristiane da Silva. A prescrição da pílula anticoncepcional na década de 1960:: a perspectiva de médicos ginecologistas. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731 > DOI: 10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731.
    • APA

      Cavalieri, F. E. de S., & Cabral, C. da S. (2017). A prescrição da pílula anticoncepcional na década de 1960:: a perspectiva de médicos ginecologistas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731
    • NLM

      Cavalieri FE de S, Cabral C da S. A prescrição da pílula anticoncepcional na década de 1960:: a perspectiva de médicos ginecologistas [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731
    • Vancouver

      Cavalieri FE de S, Cabral C da S. A prescrição da pílula anticoncepcional na década de 1960:: a perspectiva de médicos ginecologistas [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2017.tde-17042017-093731

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021