Exportar registro bibliográfico

Trichoderma spp. de solos da Floresta Amazônica como fonte de enzimas celulolíticas (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: PANSA, CAMILA CRISTIANE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LSO
  • Subjects: BAGAÇOS; CANA-DE-AÇÚCAR; CELULOSE; ENZIMAS CELULOLÍTICAS; FUNGOS CELULOLÍTICOS; TRICHODERMA
  • Language: Português
  • Abstract: A Floresta Amazônica, o maior bioma brasileiro, é caracterizado pela ampla diversidade e heterogeneidade de seus ecossistemas. Os solos amazônicos, em geral, abrigam elevada diversidade microbiana que desempenha papeis importantes na ciclagem de nutrientes, mediante a decomposição da matéria orgânica. Dentre os micro-organismos, os fungos se destacam como os principais agentes envolvidos na biodegradação. Esses micro-organismos produzem um coquetel de enzimas do complexo celulolítico que são de grande importância biotecnológica. Desse modo, diante da importância econômica dos fungos, o presente trabalho propôs, acessar fungo do gênero Trichoderma, obtidos de solos da Floresta Amazônica, na busca por linhagens com alto potencial celulolítico. Assim, a partir de amostras de solos coletados em doze pontos da floresta foram obtidos 151 isolados de Trichoderma spp. O sequenciamento do gene que codifica para o de elongação da transcrição alfa-1, evidenciou a prevalência de sete espécies de Trichoderma. Do total de isolados, as mais abundantes foram: Trichoderma spirale (37%), Trichoderma strigosum (22%), Trichoderma harzianum (18%) e Trichoderma asperellum (17%). As linhagens foram submetidas a triagem para atividade celulolítica. Duas linhagens, T. harzianum AMS 23.14 e T. harzianum AMS 29.14 apresentaram atividade enzimática superior ao padrão, T. reesei RUT C-30 e foram submetidas a avaliação da atividade enzimática em diferentes condições de cultivos (bagaço de cana-deaçúcartratado e não tratado, em dois pHs: 3 e 5). Foi observado atividade superior das linhagens amazônicas para as três enzimas estudadas (endoglucanase, exoglucanase e β-glicosidase), quando comparadas à linhagem padrão utilizada. A atividade enzimática foi positivamente influenciada pelo pH ácido, assim como pelo substrato não tratado. A partir destes resultados é notório que as linhagens isoladas desse bioma possuem grande potencial de atividade celulolítica, e que estudos mais aprofundados podem proporcionar o futuro emprego desses fungos em diversas áreas industriais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PANSA, Camila Cristiane; MELO, Itamar Soares de. Trichoderma spp. de solos da Floresta Amazônica como fonte de enzimas celulolíticas. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-25082017-090926/ >.
    • APA

      Pansa, C. C., & Melo, I. S. de. (2017). Trichoderma spp. de solos da Floresta Amazônica como fonte de enzimas celulolíticas. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-25082017-090926/
    • NLM

      Pansa CC, Melo IS de. Trichoderma spp. de solos da Floresta Amazônica como fonte de enzimas celulolíticas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-25082017-090926/
    • Vancouver

      Pansa CC, Melo IS de. Trichoderma spp. de solos da Floresta Amazônica como fonte de enzimas celulolíticas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-25082017-090926/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021