Exportar registro bibliográfico

Avaliação do osso alógeno fresco congelado para aumento de rebordo mandibular posterior atrófico. Estudo tomográfico em humanos (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, ERICK RICARDO - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: ODONTOLOGIA; TOMOGRAFIA; OSSO E OSSOS; MANDÍBULA; IMPLANTES DENTÁRIOS
  • Keywords: Análise tomográfica; Atrophic mandible; Dental implants; Enxerto alógeno fresco congelado; Fresh frozen bone allograft; Implante dentário; Mandíbula atrófica; Tomographic evaluation
  • Language: Português
  • Abstract: O aumento ósseo de rebordos mandibulares posteriores atróficos continua sendo um grande desafio para os cirurgiões orais. Sabe-se que o osso alógeno pode ser utilizado para realização de enxertos aposicionais nessa região, com bons resultados clínicos e histomorfométricos, porém não há estudos sobre a manutenção óssea volumétrica desses enxertos em longo prazo. O objetivo deste estudo foi avaliar tomograficamente, por meio de medidas lineares e volumétricas, a dinâmica de manutenção do osso alógeno córtico-medular fresco congelado em bloco na cirurgia de aumento ósseo de rebordos mandibulares posteriores atróficos em humanos. Os pacientes do estudo foram submetidos à realização de enxertos aposicionais de osso alógeno fresco congelado em bloco na região posterior mandíbula. Os blocos foram modelados manualmente, fixados aos leitos receptores com parafusos de titânio de 1,5 x 10,0 mm e recobertos com osso mineral bovino e membrana absorvível de colágeno suíno. Para avaliação do ganho ósseo em altura, espessura e volume, cada paciente foi submetido a exames de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) em 03 períodos experimentais: imediatamente após a cirurgia de enxerto (T1); 06 meses após a enxertia, no momento de instalação dos implantes (T2) e 01 ano após a carga funcional protética (T3). Os dados obtidos foram tabulados e submetidos à análise estatística por meio do teste de Kruskal-Wallis seguido do post test de Tukey. Para comparação entre dois grupos, foramempregados os testes t de Student e Mann-Whitney. Foram operados 20 pacientes, 15 mulheres e 05 homens, com idade entre 37 e 64 anos (51,8 ± 7,5 anos), para os quais um total de 50 blocos ósseos foi utilizado. Dos 50 blocos, 8% foram utilizados para aumento ósseo em altura, 50% para espessura e 42% para altura e espessura. O ganho ósseo em altura foi de T1 = 5,15 ± 1,04 mm, T2 = 3,91± 0,94 mm e T3 = 2,92 ± 0,71 mm; em espessura, foi de T1 = 6,42 ± 1,20 mm, T2 = 4,64 ± 1,32 mm e T3 = 4,02 ± 0,71 mm. O ganho ósseo em volume foi de T1 = 1176,62 ± 358,08 mm³, T2 = 785,78 ± 201,16 mm³ e T3 = 689,72 ± 187,45 mm³. Foi observada diferença estátistica entre os três tempos experimentais tanto para altura quanto para espessura. Porém, volumetricamente, não foi possível observar diferença entre T2 e T3. No total, foram instalados 50 implantes (01 implante/bloco), para os quais foi obtida uma taxa de sobrevivência de 96% após 31,75 ± 6,99 meses de acompanhamento pós-operatório. Com base nos resultados obtidos, pode-se concluir que o osso alógeno fresco congelado em bloco constitui uma alternativa viável para cirurgia de aumento de rebordo mandibulares posteriores atróficos, apresentando uma manutenção volumétrica aceitável em longo prazo e permitindo a instalação de implantes com alta taxa de sucesso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.01.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Erick Ricardo; XAVIER, Samuel Porfirio. Avaliação do osso alógeno fresco congelado para aumento de rebordo mandibular posterior atrófico. Estudo tomográfico em humanos. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58136/tde-18022016-144831/ >.
    • APA

      Silva, E. R., & Xavier, S. P. (2016). Avaliação do osso alógeno fresco congelado para aumento de rebordo mandibular posterior atrófico. Estudo tomográfico em humanos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58136/tde-18022016-144831/
    • NLM

      Silva ER, Xavier SP. Avaliação do osso alógeno fresco congelado para aumento de rebordo mandibular posterior atrófico. Estudo tomográfico em humanos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58136/tde-18022016-144831/
    • Vancouver

      Silva ER, Xavier SP. Avaliação do osso alógeno fresco congelado para aumento de rebordo mandibular posterior atrófico. Estudo tomográfico em humanos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58136/tde-18022016-144831/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021