Exportar registro bibliográfico

Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae) (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: AZEVEDO, LETíCIA HENRIQUE DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEA
  • Subjects: ÁCAROS PREDADORES; CONTROLE BIOLÓGICO; MOSCAS
  • Keywords: Mosca-dos-estábulos
  • Language: Inglês
  • Abstract: Macrochelidae Vitzthum é um dos mais abundantes e diversos grupos de ácaros predadores que encontrados em excrementos ou em carcaças de animais em decomposição. Algumas espécies dessa família tem mostrado potencial como agentes de controle biológico. Stomoxys calcitrans L. tem sido um problema sério enfrentado por pecuaristas em alguns estados brasileiros e tem causado perdas significativas no setor pecuarista. Já Musca domestica L. pode ser vetora de várias patógenos de seres humanos e de animais. Os objetivos do estudo relatado neste documento foram a elaboração de um catálogo taxonômico de espécies de Macrochelidae do mundo, determinar as espécies de macroquelídeos encontradas em microhabitats em que a mosca-dos-estábulos é geralmente encontrada nas fazendas do Estado de São Paulo, e avaliar o efeito de diferentes espécies de macroquelídeos como possíveis agentes de controle de moscas nocivas. Um total de 520 espécies de 23 gêneros são relatadas no catálogo. No total, 1359 espécimes foram coletados de esterco de gado e serapilheira em diferentes regiões do Estado de São Paulo. Estes representaram dez espécies de três gêneros e uma nova espécie, que foi descrita. Nos testes em laboratório, Macrocheles n. sp. apresentou maiores taxas de predação e oviposição alimentando-se de larvas de S. calcitrans (23,8 larvas predadas e oviposição de cerca de 4 ovos por dia, respectivamente). Para Macrocheles n. sp., o desenvolvimento da fase imatura (ovo-adulto) foi concluído em 1,3 ±0,01, 1,3 ± 0,01 e 1,5 ± 0,03 dias alimentando-se de ovos de S. calcitrans, M. domestica e de Protorhabditis sp., respectivamente. A fecundidade foi maior quando alimentado com Protorhabditis sp. (77,2 ± 5,1 ovos / fêmea) do que com S. calcitrans (58,0 ± 5,9) e M. domestica (55,0 ± 5,3). Os resultados deste estudo sugerem que Macrocheles n. sp. é um promissor agente de controle biológico de S. calcitrans e M. domestica e que poderia ser criado de forma massal com o uso de Protorhabditis sp. ou ovos de M. domestica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AZEVEDO, Letícia Henrique de; MORAES, Gilberto José de. Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae). 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-16082017-155520/ >.
    • APA

      Azevedo, L. H. de, & Moraes, G. J. de. (2017). Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae). Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-16082017-155520/
    • NLM

      Azevedo LH de, Moraes GJ de. Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-16082017-155520/
    • Vancouver

      Azevedo LH de, Moraes GJ de. Taxonomic studies of Macrochelidae mites (Acari: Mesostigmata) and their potential use to control Stomoxys calcitrans and Musca domestica (Diptera: Muscidae) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-16082017-155520/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020