Exportar registro bibliográfico

Estimativa da transpiração de pinhão-manso com a utilização do método de dissipação térmica (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRANCISCO, JOãO PAULO - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEB
  • Subjects: BALANÇO HÍDRICO; EVAPOTRANSPIRAÇÃO; IRRIGAÇÃO; PINHÃO MANSO; TRANSPIRAÇÃO VEGETAL
  • Keywords: Lisímetros
  • Language: Português
  • Abstract: Atualmente o mundo vive uma fase de mudança da matriz energética, onde fontes mais limpas e renováveis de energia estão sendo cada vez mais utilizadas. Considerando o eminente cenário de escassez dos recursos hídricos, além da necessidade de produzir energia mais limpa, existe a necessidade de racionalizar o uso da água e para isso é preciso estudar o consumo hídrico das culturas. Assim, este projeto terá como objetivos calibrar e utilizar medidas de fluxo de seiva obtidas pelo método de dissipação térmica (MDT) para determinar a transpiração do pinhão-manso (Jatropha curcas L.). Para a calibração foram utilizadas plantas de pinhão-manso cultivadas em casa de vegetação dentro de vasos de 250 L. Estes vasos foram acondicionados sobre lisímetros de pesagem e tiveram sua superfície coberta para evitar a evaporação da água do solo. A calibração foi realizada durante 60 dias consecutivos, quando durante os primeiros 15 dias o solo foi mantido com umidade próxima da condição de capacidade de vaso por meio de irrigações frequentes, seguido de 30 dias de redução da umidade do solo devido a supressão da irrigação e de 15 dias finais com o retorno da irrigação para a recuperação da hidratação das plantas. A transpiração foi determinada nos lisímetros e estes dados foram utilizados para calibrar as medidas obtidas por sensores de fluxo de seiva inseridos no tronco das plantas. Após a calibração, os sensores foram instalados em campo para monitorar a transpiração de plantas cultivadassob irrigação por pivô central, gotejamento e sem irrigação. Aliado a diferentes tipos de poda a que foram submetidas as plantas, avaliou-se a combinação do consumo de água das plantas de pinhão-manso associado a estes tratamentos de podas. Como esperado o método de dissipação térmica apresentou-se como sendo confiável para determinação da transpiração de pinhão-manso, permitindo que a metodologia pudesse ser utilizada em campo. Foi verificado efeito significativo da irrigação, dos tipos de poda e da época de avaliação após a poda para a altura de plantas, diâmetro e volume de copa e IAF. Observou-se valores de ETc de 6,96; 7,54 e 6,57 mm dia-1 para os tratamentos de irrigação localizada, pivô central e sem irrigação, respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.03.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRANCISCO, João Paulo; FOLEGATTI, Marcos Vinicius. Estimativa da transpiração de pinhão-manso com a utilização do método de dissipação térmica. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11152/tde-16082017-153135/ >.
    • APA

      Francisco, J. P., & Folegatti, M. V. (2017). Estimativa da transpiração de pinhão-manso com a utilização do método de dissipação térmica. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11152/tde-16082017-153135/
    • NLM

      Francisco JP, Folegatti MV. Estimativa da transpiração de pinhão-manso com a utilização do método de dissipação térmica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11152/tde-16082017-153135/
    • Vancouver

      Francisco JP, Folegatti MV. Estimativa da transpiração de pinhão-manso com a utilização do método de dissipação térmica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11152/tde-16082017-153135/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020