Exportar registro bibliográfico

Cinco questões acerca das Fabulae de Higino (2017)

  • Autor:
  • Autor USP: SANTOS, MARCOS MARTINHO DOS - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: LITERATURA LATINA; MITOLOGIA; RETÓRICA; FILOLOGIA; ANTIGUIDADE CLÁSSICA
  • Language: Português
  • Abstract: O corpus da tese compreende as obras mitográficas de Higino: as Fabulae e o "Livro II" do De astronomia. O objeto da tese, porém, são questões que se referem principalmente àquelas, e secundariamente a este. No "Capítulo I", trato as questões sobre os manuscritos, testemunhos e edições das Fabulae. Na primeira seção, apresento de modo sucinto a notícia de Micyllus sobre o manuscrito de Freising. Depois, narro de modo desenvolvido a história de quatros rumores de que alguém descobrira manuscrito das Fabulae no séc. XVII, e daí a história das descobertas de fragmentos de dois manuscritos das Fabulae nos séc. XIX e XX. Na segunda seção, discuto a questão acerca dos testemunhos antigos das Fabulae: uma remissão feita pelo próprio Higino no De astronomia, e outra feita pelo Ps.-Dositeu nos Hermeneúmata, a fim de ver se se referem às Fabulae, ou não. Primeiro, revejo as opiniões dos estudiosos a respeito desses testemunhos; depois, faço reparos às opiniões e apresento argumentos favoráveis à identificação dos testemunhos com as Fabulae. Na terceira seção, primeiro apresento o que cada editor e também cada tradutor das Fabulae dizem das questões acerca dos manuscritos, testemunhos e edições da obra. Depois detenho-me nas duas últimas edições das Fabulae, a saber: na de Marshall e na de Boriaud, a fim de mostrar que aquela, ainda que imperfeita, é muito superior a esta. Nos "Capítulos 2, 3 e 4", trato questões referentes, respectivamente, à autoria, às fontes e à elocução das Fabulae. O "Capítulo 5" é o mais importante da tese. Procuro formular um problema novo e, daí, demonstrar uma hipótese nova a respeito da finalidade das Fabulae, a qual supõe que estas tenham sido usadas pelos gramáticos em ambiente pedagógico a fim de servir à prática de um dos progymnásmata, isto é, ao exercício da refutação da narração. A esses capítulos, que compõem a tese, aponho dois apêndices. No "Apêndice 1",apresento material de apoio ao estudo das Fabulae que pode ser útil à compreensão das questões que trato na tese: tradução anotada da "Epístola dedicatória" de Micyllus, transcrição das edições dos fragmentos dos manuscritos da Fabulae supérstites, tradução da Genealogia de Higino tal como traduzida pelo Ps.-Dositeu (Hermeneúmata III 4, 2586-734), reunião dos elementos geneológicos das Fabulae de Higino e também da Genealogia de Higino, tradução da biografia de C. Júlio Higino que se lê no Dos gramáticos de Suetônio. No "Apêndice 2", apresento tradução das Fabulae e do "Livro II" do De astronomia.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.06.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Marcos Martinho. Cinco questões acerca das Fabulae de Higino. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
    • APA

      Santos, M. M. (2017). Cinco questões acerca das Fabulae de Higino. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos MM. Cinco questões acerca das Fabulae de Higino. 2017 ;
    • Vancouver

      Santos MM. Cinco questões acerca das Fabulae de Higino. 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021