Exportar registro bibliográfico

Diversidade florística, dendrologia e dendroecologia em florestas estacionais decíduas do Centro e Norte do Peru (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: PEñA, JOSé LUIS MARCELO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: BIODIVERSIDADE; DENDROCRONOLOGIA; ECOLOGIA FLORESTAL; ESTRUTURA DA MADEIRA; FLORESTAS; PLANTAS LENHOSAS
  • Language: Português
  • Abstract: Neste estudo analisamos a diversidade e endemismos da flora lenhosa das florestas estacionais decíduas (FEDs) do norte e centro do Perú. Caracterizamos a diversidade das plantas lenhosas ao longo dos vales, para definir os valores de conservação da área a nível nacional. Os resultados indicam que as FEDs do vale do Marañón apresentam valores significativamente altos em endemias em relação às outras FEDs do Perú e FEDs vizinhas e o padrão de endemismos e estrutura populacional das espécies variam no gradiente geográfico e altitudinal. Em constraste, as FEDs do vale do rio Tambo, centro do Perú, são moderadamente ricas em espécies do que a média das FEDs neotropicais e apresentam escassos endemismos. Esta região necessita de mais esforços de pesquisas para conhecer mais profundamente os elementos da biodiversidade. Neste estudo, também realizamos a caracterização dendro-anatômica do lenho das árvores de 87 espécies, sendo o primeiro registro da anatomia da madeira das árvores dos dois vales. Das análises do lenho das 183 espécies registradas nas florestas do norte e centro do Perú, só 157 apresentam anéis de crescimento e precisam ser analisadas em detalhe com outras pesquisas de desenvolvimento cambial e técnicas tradicionais de análises dendrocronológicas. A derivação desta informação pode alcançar alto impacto em estudos de variabilidade climática e aplicações na conservação. Assim mesmo, a análise preliminar dendrocronológica das taxas de crescimento do tronco revelam queas árvores de Cedrela kuelapensis apresentam as taxas de crescimento mais altas e ressaltam como um excelente recurso para programas de reflorestamento nos vales interandinos, além, das populações endêmicas de Cordia iguaguana e Esenbeckia cornuta são principalmente de exemplares jovens. Esperamos que as informações dos cinco capítulos constituam-se uma eficiente e importante ferramenta para melhorar a gestão dos recursos florestais dos vales estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEÑA, José Luis Marcelo; TOMMASIELLO FILHO, Mario. Diversidade florística, dendrologia e dendroecologia em florestas estacionais decíduas do Centro e Norte do Peru. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04082017-143653/ >.
    • APA

      Peña, J. L. M., & Tommasiello Filho, M. (2017). Diversidade florística, dendrologia e dendroecologia em florestas estacionais decíduas do Centro e Norte do Peru. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04082017-143653/
    • NLM

      Peña JLM, Tommasiello Filho M. Diversidade florística, dendrologia e dendroecologia em florestas estacionais decíduas do Centro e Norte do Peru [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04082017-143653/
    • Vancouver

      Peña JLM, Tommasiello Filho M. Diversidade florística, dendrologia e dendroecologia em florestas estacionais decíduas do Centro e Norte do Peru [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-04082017-143653/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021