Exportar registro bibliográfico

A célula pneumática e sua aplicabilidade à flotação reversa do minério de ferro itabirítico (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: ULIANA, ALEXANDRO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PMI
  • Subjects: FLOTAÇÃO; MINÉRIOS; CÉLULAS
  • Language: Português
  • Abstract: A realização deste estudo teve por objetivo caracterizar o funcionamento de uma célula pneumática de flotação e comparar o seu desempenho às diferentes tecnologias [células mecânicas e colunas de flotação] já instaladas e em operação nos circuitos industriais da Samarco Mineração - no Circuito de Grossos e no Circuito de Finos. Utilizou-se, para a realização dos ensaios e/ou das análises, uma célula mecânica laboratorial [modelo Wemco®], uma célula pneumática piloto [modelo MBE®] e um medidor de tamanho de bolhas e de velocidade superficial do ar [modelo APBS®]. Neste estudo, utilizaram-se amostras coletadas na alimentação dos dois referidos circuitos industriais de flotação - executando-se, posteriormente, etapas complementares de caracterização mineralógica, levantamento de dados e análise estatística dos resultados. Como conclusões, em maior relevância, citam-se: a) Para as células pneumáticas, maiores aplicabilidades industriais foram identificadas para o modelo Pneuflot®, processando carvão e em operações na China. Foram mapeadas células de 4,1 a 5,0 m de diâmetro processando volumes de polpa superiores a 1.000 m3/h; b) Em análise de influência das variáveis, foi identificado que o percentual de sólidos da alimentação e a velocidade da polpa no distribuidor possuem elevada influência sobre as variáveis respostas do processo de flotação; c) Em célula pneumática, em escala piloto e em regime batch, observou-se que: para a flotabilidade de sílica, a constante cinética (k) foi fortemente influenciada pela granulometria, sendo de 0,719 min-1 para a amostra CG e de 0,237 min-1 para a amostra CF; d) Utilizando-se de modelos cinéticos, dimensionaram-se circuitos de células pneumáticas.Conforme especificações atualmente praticadas e sem otimizações, seriam necessárias 8 células para o Circuito de Grossos e 11 células para o Circuito de Finos. e) Em comparativos entre células mecânicas e colunas de flotação [em escala industrial], constataram-se maiores eficiências de circuitos contendo células pneumáticas [dimensionados a partir de resultados em escala piloto]; e f) Em análise de dispersão do ar, realizaram-se medições e/ou identificação das correlações existentes entre as variáveis velocidade superficial do ar (Jg), diâmetro médio de bolhas ou diâmetro de Sauter (d32), hold-up do ar (Eg) e fluxo superficial de área de bolhas (Sb).
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.05.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ULIANA, Alexandro; CHAVES, Arthur Pinto. A célula pneumática e sua aplicabilidade à flotação reversa do minério de ferro itabirítico. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-03082017-084519/pt-br.php >.
    • APA

      Uliana, A., & Chaves, A. P. (2017). A célula pneumática e sua aplicabilidade à flotação reversa do minério de ferro itabirítico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-03082017-084519/pt-br.php
    • NLM

      Uliana A, Chaves AP. A célula pneumática e sua aplicabilidade à flotação reversa do minério de ferro itabirítico [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-03082017-084519/pt-br.php
    • Vancouver

      Uliana A, Chaves AP. A célula pneumática e sua aplicabilidade à flotação reversa do minério de ferro itabirítico [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-03082017-084519/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021