Exportar registro bibliográfico

Os determinantes das internações por tuberculose em Ribeirão Preto: uma abordagem geoecológica (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: POPOLIN, MARCELA ANTUNES PASCHOAL - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ENFERMAGEM; TUBERCULOSE; ASSISTÊNCIA À SAÚDE; SAÚDE PÚBLICA
  • Keywords: Análise espacial; Avoidable hospitalizations; Determinantes sociais; Health care networks; Internações evitáveis; Redes de atenção à saúde; Social determinants; Spatial analysis; Tuberculose; Tuberculosis
  • Language: Português
  • Abstract: A tuberculose (TB) ainda se destaca como uma emergência global, apresentando elevada magnitude, transcendência e vulnerabilidade. Assim, objetivou-se investigar os determinantes das internações por tuberculose e sua distribuição espacial e tendência temporal. Estudo ecológico, cujos dados primários foram obtidos a partir de entrevistas com os profissionais da saúde da Atenção Primária à Saúde (APS) no ano de 2014 e os dados secundários das internações por TB entre 2006 e 2015 registrados no Sistema de Informação Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS). Além disso, recorreu-se ao Índice Paulista de Vulnerabilidade Social - versão 2010 para mensurar a vulnerabilidade social nos territórios. Procedeu-se inicialmente às análises dos dados por meio da estatística descritiva, realizadas no Statistica 12.0. Para análise espacial realizou-se a geocodificação das internações no TerraView versão 4.2.2. Considerou-se como unidades de análise as 46 áreas de abrangência da APS, classificadas segundo suas modalidades. Estimou-se a taxa bruta e bayesiana empírica das internações evitáveis por TB, sendo suavizada pelo Método Bayesiano Empírico. Recorreu-se, ainda, à regressão linear múltipla pelo método dos mínimos quadrados e à regressão espacial para verificar a relação de dependência espacial das internações evitáveis por TB com a capacidade da APS de coordenar as Redes de Atenção à Saúde (RAS) e ao Índice de Vulnerabilidade Social. Mapascoropléticos foram construídos no ArcGis 10.2. Das 46 unidades de APS, apenas cinco foram classificadas na condição regular para coordenar as RAS. Em relação aos atributos, nenhuma das áreas foi classificada na condição insatisfatória e apenas uma, na condição ótima. Na modelagem espacial, não se observaram atributos que fossem significativamente relacionados às internações evitáveis por TB. Foram identificados 265 casos de internações evitáveis por TB. As taxas variaram de 1,24 a 10,66 internações por TB por 100.000 habitantes/ano. O Distrito Norte apresentou as taxas mais altas (> 6,57); os Distritos Sul, Oeste e Norte apresentaram taxas moderadas (3,70 - 6,56); os Distritos Leste e Central apresentaram as taxas mais baixas (< 3,69). Houve uma maior concentração de internações em regiões mais densas e entre os anos de 2008 a 2009 e 2014 a 2015. Referente ao IVS, os Distritos Sul, Leste, Oeste e Central foram classificados em sua maioria no Grupo 2 (vulnerabilidade muito baixa); os Distritos Norte e Oeste, no Grupo 3 (vulnerabilidade baixa) e uma área foi classificada com vulnerabilidade muito alta (Distrito Norte). Na modelagem espacial também não se observou relação estatisticamente significativa do IVS com as internações evitáveis por TB. O estudo, identificou as áreas da APS mais deficientes quanto à coordenação das RAS e cartografou as áreas mais vulneráveis às internações por TB, possibilitando à gestão local um planejamento em saúde maisdirecionado àqueles grupos mais vulneráveis, a fim de diminuir o número de internações evitáveis e injustas e avançar na melhoria da qualidade e fortalecimento de um sistema de saúde orientado pela APS sob a conformação de Redes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.03.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      POPOLIN, Marcela Antunes Paschoal; ARCÊNCIO, Ricardo Alexandre; FRONTEIRA, Inês Santos Estevinho. Os determinantes das internações por tuberculose em Ribeirão Preto: uma abordagem geoecológica. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-17072017-171314/ >.
    • APA

      Popolin, M. A. P., Arcêncio, R. A., & Fronteira, I. S. E. (2017). Os determinantes das internações por tuberculose em Ribeirão Preto: uma abordagem geoecológica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-17072017-171314/
    • NLM

      Popolin MAP, Arcêncio RA, Fronteira ISE. Os determinantes das internações por tuberculose em Ribeirão Preto: uma abordagem geoecológica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-17072017-171314/
    • Vancouver

      Popolin MAP, Arcêncio RA, Fronteira ISE. Os determinantes das internações por tuberculose em Ribeirão Preto: uma abordagem geoecológica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-17072017-171314/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021