Exportar registro bibliográfico

Essays on Business Cycles in Emerging Markets (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SOAVE, GIAN PAULO - FEA
  • Unidade: FEA
  • Sigla do Departamento: EAE
  • Subjects: MACROECONOMIA; ECONOMETRIA; POLÍTICA FISCAL
  • Keywords: Econometrics; Fiscal policy; Macroeconomics
  • Language: Inglês
  • Abstract: O propósito desta tese é investigar a dinâmica dos ciclos reais em economias emergentes, com atenção especial à relação entre as condições financeiras e o comportamento das variáveis macroeconômicas em tais economias. Os ciclos de negócios nos mercados emergentes diferem-se sobremaneira relativamente aos das economias avançadas: nos primeiros, as oscilações são bastante mais pronunciadas em termos de variáveis reais, de mercados financeiros e de variáveis associadas às políticas macroeconômicas. Por exemplo, em se tratando de variáveis macroeconômicas, o produto tende a ser duas vezes mais volátil em países emergentes comparativamente aos países desenvolvidos. Outra diferença interessante relaciona-se às variáveis fiscais: enquanto o gasto do governo tende a ser anticíclico em economias avançadas, em muitos países emergentes tal variável é comumente pró-cíclica, o que tende a reforçar a volatilidade dos agregados macroeconômicos. O presente trabalho visa esclarecer o papel das instabilidades financeiras nos ciclos econômicos em países emergentes e como a pró-ciclicidade de variáveis fiscais pode ser atenuada pela introdução de regras fiscais dependentes de dívida. O Capítulo 1 busca acessar empiricamente as implicações de fricções financeiras para os ciclos e para a dinâmica dos países emergentes. Usando um procedimento de dois estágios, o capítulo inicialmente estima índices de estresse financeiro para uma amostra de 25 economias emergentes visando construir medidas de comoas condições financeiras em tais países se comportaram no período de 1994T1 até 2015T4. Em um segundo estágio, o capítulo introduz um modelo vetorial auto-regressivo (VAR) hierárquico bayesiano com efeitos limiares que usa técnicas de pooling bayesiano para estimar eficientemente os parâmetros dos VARs em cada um dos países. Os resultados são resumidos da seguinte maneira: (a) períodos de estresse financeiro ocorrem com frequência considerável nos dados (aproximadamente 30% do tempo); (b) segundos momentos de importantes variáveis macroeconômicas são regime-dependentes, com consumo e investimento sendo mais correlacionado com o produto e com maior volatilidade sob condições financeiras mais restritas; (c) o consumo é mais volátil do que o produto tanto em regimes de liquidez normais quanto em regimes de estresse financeiro; (d) a duração de um período de estresse financeiro é, em média, de 5.4 trimestres; (e) funções de resposta impulso não lineares denotam grandes efeitos de amplificação associados ao aperto nas condições de crédito. No Capítulo 2, um modelo em que instabilidade financeira emerge endogenamente como resultado da presença de restrições ocasionalmente ativas é utilizado para mostrar que muitas das não linearidades documentadas no Capítulo 1 podem ser entendidas como consequências de fricções financeiras. O capítulo baseia-se numa versão simplificada do modelo introduzido por Mendoza (2010), que se caracteriza pela presença de um mecanismo de deflação dedívida à lá Fisher e pela presença de duas externalidades pecuniárias que amplificam a volatilidade macroeconômica caso os agentes formulem expectativas de crise no futuro. Em tal situação, a incerteza se eleva e agentes racionais elevam a poupança precaucionaria como um seguro contra crises. Como extensões, duas fontes adicionais de fricções financeiras são adicionadas ao modelo: (i) volatilidade estocástica no processo da taxa real de juros - motivada por resultados de estimações de VARs com parâmetros variantes no tempo para 9 países emergentes; (ii) um choque financeiro que afeta a restrição de colateral da economia. Os resultados, condicionando-se num regime específico, são consistentes com aqueles do Capítulo 1. Entretanto, fontes adicionais de incerteza induzem uma queda na probabilidade de crise devido ao aumento na poupança precaucionaria. Tal resultado sugere que replicar a frequência de mudança de regime observada nos dados é uma tarefa não trivial para modelos com crises financeiras endógenas. O Capítulo 3 estuda implicações de regras fiscais simples dependentes de dívida em pequenas economias abertas sujeitas a crises financeiras endógenas com externalidade pecuniária. A análise sugere que regras ficais que acomodam os efeitos da acumulação de dívida sobre os preços dos ativos tendem a ser relativamente eficientes em reduzir as consequências das crises, mas podem ter impactos substanciais sobre o bem-estar caso uma crise possa ocorrer. Consolidações fiscaisbaseadas em regras ad-hoc desenhadas sobre o crescimento da dívida podem ser contraprodutivas nos momentos normais dos ciclos, e podem ter efeitos negativos significantes nos momentos de crise. Exercícios de simulação sugerem que, caso desenhadas com certo cuidado, regras fiscais baseadas em metas para o montante de dívida podem resultar em ganhos de bem-estar. Ressalta-se que, ao resolver os modelos não lineares nos capítulos 2 e 3, a tese estende os algoritmos desenvolvidos em Maliar e Maliar (2013) e Arellano et. al. (2016) do chamado Método Das Condições de Envelope para lidar com restrições ocasionalmente ativas. Tal método, combinado a técnicas de interpolação lineares, é robusto à presença de kinks nas policy functions e capaz de acomodar equilíbrios com distorção e efeitos expectacionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.06.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOAVE, Gian Paulo; KANCZUK, Fabio. Essays on Business Cycles in Emerging Markets. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-06072017-155012/ >.
    • APA

      Soave, G. P., & Kanczuk, F. (2017). Essays on Business Cycles in Emerging Markets. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-06072017-155012/
    • NLM

      Soave GP, Kanczuk F. Essays on Business Cycles in Emerging Markets [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-06072017-155012/
    • Vancouver

      Soave GP, Kanczuk F. Essays on Business Cycles in Emerging Markets [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-06072017-155012/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021