Exportar registro bibliográfico

Avaliação e proposta de promoção da resiliência nos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, SILMAR MARIA DA - EE
  • Unidades: EE
  • Sigla do Departamento: ENO
  • Subjects: SAÚDE OCUPACIONAL; RESILIÊNCIA (PSICOLOGIA); PROMOÇÃO DA SAÚDE; ENFERMAGEM
  • Keywords: Health Promotion; Nursing; Occupational Health; Resilience Psychological; Saúde do Trabalhador
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Os trabalhadores de enfermagem estão inseridos em um contexto laboral que tem contribuído para as desordens física e mental, mas que também pode ser fonte de prazer. Neste cenário, a resiliência, como ferramenta de construção humana, busca enfatizar as potencialidades e fortalezas do trabalhador, a encontrar um ponto de equilíbrio para o enfrentamento das adversidades laborais, e trazer à tona aqueles recursos dos quais o trabalhador não tem consciência de sua existência ou da sua capacidade de mobilizá-los. Objetivos: Mensurar o nível de resiliência em trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário; verificar os fatores associados a resiliência dos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário; e propor um modelo para promoção da resiliência em trabalhadores de enfermagem. Método: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, de corte transversal, com abordagem quantitativa, realizado com trabalhadores de enfermagem, de um hospital universitário, que atuavam na assistência direta aos pacientes e, no mínimo, há 6 meses na instituição. Foram aplicados dois instrumentos para coleta de dados: um questionário de caracterização sociodemográfica e profissional e a Escala de Resiliência. Resultados: O escore médio da Escala de Resiliência dos 375 participantes foi de 138,7 pontos (dp=18,3), variando de 36,0 a 174,0 pontos e mediana de 142,0 pontos. A maior proporção de trabalhadores reportou nível moderadamente baixo/moderado (45,3%; 170), seguido pelo nível moderadamente alto/alto (39,5%; 148), sendo que 15,2% (57) apresentaram baixo nível de resiliência.A resiliência teve associação positiva com a idade, com o tempo de trabalho na instituição e com o tempo de trabalho na profissão, sendo que quanto mais elevadas, maior o escore da Escala de Resiliência. Na regressão linear, a interpretação do modelo é: para cada ano de idade ocorre aumento de 0,289 pontos na Escala de Resiliência. O modelo para promoção de resiliência se constituiu na elaboração de uma oficina com quatro encontros semanais, em grupo de 8 a 10 trabalhadores de enfermagem, com vistas a promoção dos fatores de proteção, intrínsecos e extrínsecos. Conclusão: O escore médio da Escala de Resiliência nos trabalhadores de enfermagem foi de 138,7 pontos (dp=18,3), contudo, apesar da média estar dentro de um nível mediano, deve-se considerar que os valores da escala de resiliência variaram de 36,0 a 174,0 pontos. Ou seja, houveram trabalhadores com nível alto de resiliência, mas cerca de 15% apresentaram baixo nível de resiliência, indicando uma situação de risco para o adoecimento. As variáveis idade, tempo de trabalho na profissão e tempo de trabalho na instituição foram identificadas como fatores associados à resiliência dos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário. Por outro lado, foi possível evidenciar que o sexo, o estado civil, a escolaridade e a remuneração, bem como as demais variáveis profissionais não são determinantes para a resiliência. Esses achados constituem numa contribuição desta pesquisa aos saberes da resiliência no campo do trabalho, em particular, o da enfermagem, principalmente, por haver poucos estudos que abordem a questão da resiliência em trabalhadores de enfermagem.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.02.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Silmar Maria da; BAPTISTA, Patricia Campos Pavan. Avaliação e proposta de promoção da resiliência nos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7140/tde-06062017-164546/ >.
    • APA

      Silva, S. M. da, & Baptista, P. C. P. (2017). Avaliação e proposta de promoção da resiliência nos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7140/tde-06062017-164546/
    • NLM

      Silva SM da, Baptista PCP. Avaliação e proposta de promoção da resiliência nos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7140/tde-06062017-164546/
    • Vancouver

      Silva SM da, Baptista PCP. Avaliação e proposta de promoção da resiliência nos trabalhadores de enfermagem de um hospital universitário [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7140/tde-06062017-164546/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020