Exportar registro bibliográfico


Metrics:

História de vida e prognóstico (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: VIEIRA, GILBERTO RIBEIRO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953
  • Subjects: SAÚDE; EXPERIÊNCIAS DE VIDA; HOMEOPATIA; PROGNÓSTICO; ATITUDES; COMPORTAMENTO; SAÚDE HOLÍSTICA
  • Keywords: Unidade Mente-corpo; História de Vida
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese examina o possível vínculo entre história de vida e doença, com a sua respectiva evolução, admitindo que o percurso existencial guarda conexão com o desfecho do quadro e oferece indicadores para o estabelecimento do prognóstico, vendo o ser humano como unidade mente-corpo. Apresta-se para o tema incursionando na relação entre a prognose e a medicina contemporânea; dialogando com Foucault acerca da influência da anatomia patológica no reducionismo da clínica médica; ensaiando em torno da analogia entre os métodos científicos e a sexualidade a partir dos mitos Adão e Eva. O estudo baseia-se na premissa de que o prognóstico pode ser estratificado em cinco tipos: Complicado ou muito desfavorável, Progressivoou moderadamente desfavorável, Estagnado ou incerto, Residual ou moderadamente favorável e Resolvido ou muito favorável, dependendo especialmente de como o indivíduo aproveitou a principal oportunidade e a maneira que lidou com a maior dificuldade de sua vida, além de situações marcantes de sua experiência psicoafetiva ou realização pessoal. Recorre-se em paralelo à abordagem holística prevalente na homeopatia, clareando, porém, alguns pontos obscuros ao identificar que o seu modelo para efetuar o prognóstico limita-se à reação do paciente ao medicamento homeopático ou à gravidade da doença, ignorando a sua trajetória de vida. A pesquisa selecionou quinze de quarenta pacientes em tratamento atual ou pregresso, com qualquer modalidade de câncer, no Hospital do Câncer de Rio Branco e na Associação Amigos do Peito (Abrigo), de ambos os sexos, todos com idade entre 20 e 70 anos. Utilizou-se roteiro semiestruturado de 9 questões, sendo 3 sobre a doença e 6 a respeito de sentimentos ou fatos pretéritos relevantes.As informações permitiram verificar tanto as interseções no agrupamento dos três pacientes de cada tipo prognóstico, quanto as nítidas diferenças dos quinze entre si. A história de vida dos pacientes considerados Complicadoevidencia revolta e/ou inconformação súbita; no Progressivo, conflitos que se acentuam lenta e continuamente; no Estagnado, dificuldades, carências e antagonismos prolongados, mas conservando-se nomesmo patamar; no Residual, morosidade na solução das pendências, seguida por resiliência exitosa; no Resolvido, prontidão para sanar os desafios, com solidariedade e altruísmo. Maior gravidade da doença, óbitos e metástases em relação aos demais tipos predominam no Complicado e Progressivo; o quadro tende a recidiva ou sequela no Estagnado, à remissão no Residual, e casos curados há diversos anos no Resolvido. Concluiu-se que, embora o prognóstico fundamentado na história de vida careça de mais pesquisas, fornece já elementos para corroborar a atividade clínica em diversos campos profissionais, e também pode subsidiar ações voltadas para a saúde pública, em especial no campo preventivo.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.03.2017
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIEIRA, Gilberto Ribeiro; BOTAZZO, Carlos; PONTES, Antonio Carlos Fonseca. História de vida e prognóstico. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953 > DOI: 10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953.
    • APA

      Vieira, G. R., Botazzo, C., & Pontes, A. C. F. (2017). História de vida e prognóstico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953
    • NLM

      Vieira GR, Botazzo C, Pontes ACF. História de vida e prognóstico [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953
    • Vancouver

      Vieira GR, Botazzo C, Pontes ACF. História de vida e prognóstico [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021