Exportar registro bibliográfico

Resistência ao lascamento e tensões residuais superficiais de barras de Y-TZP/cerâmica de recobrimento em fução do método de processamento dos materiais cerâmicos (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, ERICK DE - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODB
  • Subjects: PORCELANA DENTÁRIA; FELDSPATO; CAD/CAM; CERÂMICA
  • Keywords: Cerâmicas odontológicas; Dental ceramics; Dye; Edge chipping resistance; Porcelains; Porcelana; Residual stresses; Resistência ao lascamento; Tensões residuais
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: avaliar espécimes com as seguintes combinações de materiais/processamentos: a) porcelana feldspática aplicada por meio de técnica tradicional sobre infraestrutura de zircônia; b) porcelana feldspática injetada sobre infraestrutura de zircônia, c) porcelana feldspática usinada em sistema CAD-CAM e cimentada (Rapid Layer Technique) sobre infraestrutura de zircônia; d) vitro-cerâmica à base de dissilicato de lítio processada por meio de sistema CAD-CAM e unida à infraestrutura de zircônia por meio da sinterização de um vidro na interface (técnica CAD-on) com relação a: (1) resistência ao lascamento de aresta do material de recobrimento (a influência do tipo de resfriamento foi analisada para os processamentos a e b) e; (2) níveis de tensão residual superficial mensurados nos materiais de recobrimento, por meio de ensaio de fratura por endentação (a influência do tipo de resfriamento foi analisada para os processamentos a e b). Material e métodos: Barras de duas camadas com dimensões de 25 mm de comprimento por 4 mm de largura e com espessuras de porcelana e infraestrutura combinadas de modo a oferecer a razão de 1 mm de cada material foram confeccionadas seguindo as orientações dos fabricantes. O teste de lascamento de aresta foi realizado em uma máquina universal de ensaios, utilizando um endentador Vickers acoplado a essa máquina. A tensão térmica residual superficial foi calculada a partir de endentações feitas na camada de porcelana. Resultados: A resistência aolascamento (ReA) foi significativamente maior para os espécimes processados pelo sistema CAD-on (ReA = 612,8±271,8 N/mm). Bilayers confeccionadas pelo sistema Rapid Layer Technique apresentaram valor de ReA intermediário de (417,9±187,2 N/mm) e os grupos nos quais foi utilizada porcelana processada pela técnica de sinterização tradicional ou por injeção foram os que apresentaram os menores valores de resistência ao lascamento, com médias de 349,7±116,8 N/mm (tradicional/resfriamento lento) 285,6±117,5 N/mm (tradicional/resfriamento rápido), 298,4±119,9 N/mm (injetado/resfriamento lento) e 263,5±107,9 N/mm (injetado/resfriamento rápido). Para os grupos com porcelana aplicada sobre a infraestrutura pela técnica tradicional e injetada o teste t de Student mostrou que houve um efeito significativo do protocolo de resfriamento, sendo que os espécimes que passaram por resfriamento lento atingiram maiores valores de ReA. Apenas o grupo Rapid Layer Technique apresentou média de tensão superficial correspondente a tensões de tração. Todos os outros grupos apresentaram tensões de compressão na superfície. Conclusões: há um efeito significativo da associação material/processamento na resistência ao lascamento de aresta das bilayers testadas e com relação ao efeito da velocidade de resfriamento (lento e rápido). Os espécimes que passaram por resfriamento lento atingiram maiores valores de resistência ao lascamento, independentemente do método de processamento (tradicional ou injeção).A combinação material/processamento afetou significativamente as tensões residuais superficiais das bilayers testadas, porém, não houve efeito da velocidade de resfriamento no nível de tensões térmicas residuais superficiais para os espécimes processados tanto pela técnica tradicional como pela técnica de injeção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.03.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Erick de; BONFANTE, Estevam Augusto; CESAR, Paulo Francisco. Resistência ao lascamento e tensões residuais superficiais de barras de Y-TZP/cerâmica de recobrimento em fução do método de processamento dos materiais cerâmicos. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-10062017-110300/ >.
    • APA

      Lima, E. de, Bonfante, E. A., & Cesar, P. F. (2017). Resistência ao lascamento e tensões residuais superficiais de barras de Y-TZP/cerâmica de recobrimento em fução do método de processamento dos materiais cerâmicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-10062017-110300/
    • NLM

      Lima E de, Bonfante EA, Cesar PF. Resistência ao lascamento e tensões residuais superficiais de barras de Y-TZP/cerâmica de recobrimento em fução do método de processamento dos materiais cerâmicos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-10062017-110300/
    • Vancouver

      Lima E de, Bonfante EA, Cesar PF. Resistência ao lascamento e tensões residuais superficiais de barras de Y-TZP/cerâmica de recobrimento em fução do método de processamento dos materiais cerâmicos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-10062017-110300/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021