Exportar registro bibliográfico

Equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns no município de São Paulo (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RIBEIRO, MELCK KELLY PIASTRELLI - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MPR
  • Subjects: ESTUDOS TRANSVERSAIS; ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE; SERVIÇOS DE SAÚDE; GASTOS EM SAÚDE; EQUIDADE; DESIGUALDADES EM SAÚDE; IGUALDADE DE OPORTUNIDADES; TRANSTORNOS MENTAIS
  • Keywords: Cross-sectional studies; Health expenditures; Health inequalities; Health quality; Health services accessibility; Health services/utilization; Mental disorders
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O conceito de equidade enfatiza a diversidade como condição humana e propõe que a diferença seja tratada como princípio orientador das políticas públicas. O objetivo dessa investigação foi verificar a equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns (TMC) na cidade de São Paulo. Foram analisadas a procura e utilização dos serviços de saúde, bem como o gasto com saúde no último mês de pessoas com indicativos de TMC, que referiram morbidade quinze dias precedentes à entrevista domiciliar, segundo características sociodemográficas e de condições de saúde. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de corte transversal e utilizados os dados do Inquérito de Saúde no Município de São Paulo (ISA - Capital) de 2008. Foram selecionados sujeitos com 16 anos ou mais e com indicativos de transtornos mentais comuns; estes foram avaliados por meio do instrumento Self Reporting Questionnaire (SRQ-20). Foram analisados a procura e utilização de serviços de saúde, e o gasto com saúde no último mês, correlacionando com aspectos sociodemográficos e de condições de saúde. RESULTADOS: A procura pelo serviço de saúde foi menor entre as mulheres, maior na faixa etária dos 30 aos 44 anos e na faixa etária de 60 anos ou mais. A proporção de pessoas que procuraram pelo serviço e obtiveram atendimento foi elevada, o mesmo ocorreu para aquelas que procuraram por médico e foram atendidas por meio de consulta. A procura pelo SUS foi menor entre as pessoas de corbranca, de renda per capita elevada, com união estável e entre as pessoas com ensino superior. A cobertura pelo SUS foi menor para as pessoas das faixas etárias de 45 a 59 anos e de 60 anos ou mais, com renda per capita elevada, com Ensino Médio ou Técnico e Ensino Superior. As pessoas que gastaram mais com a saúde da família foram aquelas com idade igual ou superior a 60 anos, de cor branca, das faixas de renda per capita mais elevadas, com união estável e com Ensino Superior. Em relação à posse de plano de saúde, pessoas de cor branca, com renda per capita elevada e indivíduos com doença crônica apresentaram maiores chances de possuir este serviço. CONCLUSÕES: Foi observado, na população com indicativos de TMC, que não houve desigualdades no acesso e utilização dos serviços entre as pessoas que buscaram por ajuda diante de morbidade. Verificou-se que o SUS atende e cobre os gastos majoritariamente dos mais pobres, denotando uma cobertura desigual que favorece os mais necessitados, porém, considerando o fator idade, ficou explícita uma situação de iniquidade, pois foi constatado que o SUS oferece maior cobertura para a população mais jovem e não contempla as necessidades da população mais idosa. Além disso, verificou-se também uma demanda reprimida de pessoas que não acessaram o serviço, indicando barreiras que antecedem à busca
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.03.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Melck Kelly Piastrelli; GIANINI, Reinaldo José. Equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns no município de São Paulo. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-20062017-094518/ >.
    • APA

      Ribeiro, M. K. P., & Gianini, R. J. (2017). Equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns no município de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-20062017-094518/
    • NLM

      Ribeiro MKP, Gianini RJ. Equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns no município de São Paulo [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-20062017-094518/
    • Vancouver

      Ribeiro MKP, Gianini RJ. Equidade na atenção à saúde de pessoas com indicativos de transtornos mentais comuns no município de São Paulo [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-20062017-094518/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020