Exportar registro bibliográfico

Avaliação de inibidores de corrosão em meios agressivos que simulam os de produção de petróleo (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: VESPA, ALFREDO SAHADE - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: INIBIDORES DE CORROSÃO; COMPOSTOS ORGÂNICOS; PERFURAÇÃO; PETRÓLEO
  • Language: Português
  • Abstract: Através de técnicas eletroquímicas (espectroscopia de impedância eletroquímica, resistência à polarização linear e curvas de polarização potenciodinâmica), gravimétrica e analítica, compostos orgânicos foram estudados para avaliar suas possibilidades de emprego como inibidores de corrosão. Poliglicerol hiper-ramificado puro, modificado com dicloro-fosfato, funcionalizado com grupo tiol, funcionalizado com grupo sulfeto e com grupo sulfonato de potássio - foram os compostos sintetizados e testados. Além desses, compostos comerciais, um contendo a função fosfinato e outro a função imidazolina quaternária foram testados com o mesmo intuito. Isotermas de adsorção foram ajustadas aos dados obtidos para imidazolina quaternária. Para simular condições próximas às encontradas na produção de petróleo, água do mar sintética acidificada com ácido clorídrico até pH 3 foi o meio utilizado, tendo o aço carbono 1020 empregado como substrato metálico. O Poliglicerol hiper-ramificado gerou resultados eletroquímicos e gravimétricos que mostraram que em concentrações de até 600 ppm desse composto o processo corrosivo é incentivado ao invés de ser desacelerado, indicando que tal composto não deve ser usado como inibidor de corrosão. O Poliglicerol hiper-ramificado modificado com dicloro-fosfato apresentou resultados insatisfatórios para as condições testadas tanto nos ensaios eletroquímicos como nos gravimétricos. Nas concentrações de 200, 400 e 600 ppm desse composto, a concentração intermediária é a única que diminui ligeiramente a taxa de corrosão, e para as demais concentrações a corrosão é incentivada. Os ensaios eletroquímicos das outras três moléculas obtidas por funcionalização do poliglicerol hiper-ramificado com grupos tiol, sulfonato e sulfeto indicaram aumento da deterioração do substrato.Os resultados de impedância eletroquímica indicaram que o composto à base de fosfinato e na concentração de 2000 ppm e maiores tempos de imersão resultaram em melhores resultados protetores. O ajuste dos dados às isotermas de adsorção para a imidazolina quaternária apresentou melhores resultados para o modelo de Flory-Huggins, porém, os elevados valores de coeficiente de determinação R2 das isotermas de Langmuir e Temkin também permitem dizer que tais modelos de adsorção são seguidos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.02.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VESPA, Alfredo Sahade; AOKI, Idalina Vieira. Avaliação de inibidores de corrosão em meios agressivos que simulam os de produção de petróleo. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-20062017-132713/pt-br.php >.
    • APA

      Vespa, A. S., & Aoki, I. V. (2017). Avaliação de inibidores de corrosão em meios agressivos que simulam os de produção de petróleo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-20062017-132713/pt-br.php
    • NLM

      Vespa AS, Aoki IV. Avaliação de inibidores de corrosão em meios agressivos que simulam os de produção de petróleo [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-20062017-132713/pt-br.php
    • Vancouver

      Vespa AS, Aoki IV. Avaliação de inibidores de corrosão em meios agressivos que simulam os de produção de petróleo [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-20062017-132713/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021