Exportar registro bibliográfico

Análise imunohistoquímica da mutação BRAF V600E em ameloblastomas mandibulares (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: CANTO, ALAN MOTTA DO - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Subjects: AMELOBLASTOMA; NEOPLASIAS BUCAIS; PATOLOGIA BUCAL
  • Keywords: Ameloblastoma; Ameloblastoma; Neoplasia odontogênica; Odontogenic neoplasia; Pathogenesis; Patogênese; Prognosis ameloblastomas; Prognóstico ameloblastomas
  • Language: Português
  • Abstract: O ameloblastoma é um tumor odontogênico agressivo, localmente invasivo e altamente recorrente. Estudos demonstram que é a neoplasia odontogênica benigna mais comum e eventualmente pode apresentar comportamento de lesões malignas. A detecção da mutação BRAF V600E tem sido demonstrada como uma das principais vias de proliferação tumoral dos ameloblastomas. Portanto, a identificação desses marcadores poderão ser úteis para elaborar estratégias mais eficientes de tratamento dessa patologia, bem como melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Este estudo pesquisou a mutação BRAF V600E, por meio da técnica de imunohistoquimica, em ameloblastomas mandibulares bem como correlacionou com dados clínicos e imaginológicos relevantes. A amostra consistiu de 84 casos diagnosticados como ameloblastoma e localizados na mandíbula dos acervos do Serviço de Patologia Cirúrgica do Departamento de Estomatologia da FOUSP e do Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Erasto Gaertner, Curitiba, PR. Os blocos obtidos foram submetidos a reação imunohistoquímica para detectar a mutação da proteína BRAF e foram coletados todos os dados clínicos e imaginológicos dos pacientes como sexo, idade, tamanho do tumor, localização mandibular, aspecto radiográfico, tipo e subtipo histológico e status do tumor. Análise estatística foi realizada buscando estabelecer correlação entre o marcador BRAF e dados clínicos e imaginológicos. Como resultados, dos 84 pacientes, 44 eram pacientes do sexo masculino(52,38%) e 40 feminino (47,62%). A mediana da idade encontrada foi de 25,5 anos sendo que em 42 casos foi observada idade inferior a mediana (50%) e 42 superior (50%). Com relação a presença ou ausência da mutação BRAF V600E, 66 casos apresentaram positividade para o marcador estudado (78,57%) e 18 foram negativos (21,43%). Ao relacionar a expressão de BRAF com as variáveis, foi observado significância estatística para a variável localização (P= 0,0353) e tamanho do tumor (P=0,008). Não foi observado resultados com significância estatística com relação às variáveis sexo (P=0,969), idade (P=1,0), aspecto radiográfico (P=0,977), padrão histológico (P=0,910), subtipo histológico (P=0,5141) e status do tumor (P=0,336). Os autores concluíram que a mutação BRAF V600E é comum em ameloblastomas mandibulares e é mais frequente tumores maiores de 4 cm e na região posterior de mandíbula. Além disso, independe do tipo histológico do tumor, idade e sexo do paciente, aspecto radiográfico e status do tumor (primário x recorrente)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.04.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CANTO, Alan Motta do; LEMOS JÚNIOR, Celso Augusto. Análise imunohistoquímica da mutação BRAF V600E em ameloblastomas mandibulares. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23139/tde-05062017-104621/ >.
    • APA

      Canto, A. M. do, & Lemos Júnior, C. A. (2017). Análise imunohistoquímica da mutação BRAF V600E em ameloblastomas mandibulares. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23139/tde-05062017-104621/
    • NLM

      Canto AM do, Lemos Júnior CA. Análise imunohistoquímica da mutação BRAF V600E em ameloblastomas mandibulares [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23139/tde-05062017-104621/
    • Vancouver

      Canto AM do, Lemos Júnior CA. Análise imunohistoquímica da mutação BRAF V600E em ameloblastomas mandibulares [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23139/tde-05062017-104621/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021