Exportar registro bibliográfico

Compostos bioativos com potencial ação no controle da homeostase glicêmica (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUZA, ANA MARLA DUARTE DE - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBA
  • Subjects: BROMATOLOGIA; FLAVONOIDES; FRUTAS
  • Language: Português
  • Abstract: Diversos estudos buscam identificar novas moléculas com ações regulatórias sobre a via de sinalização da insulina e consequentemente na homeostase da glicose. Assim, este trabalho visa avaliar o potencial de extratos de frutos no controle da homeostase glicêmica. Os frutos avaliados foram o morango (cv. Toianoca, Camarosa, Oso Grande e Camino Real), a amora-preta e a framboesa vermelha, em dois tempos de amostragem, sendo considerado como tempo A1 e tempo A2. As amostras foram caracterizadas quanto ao seu conteúdo de fenólicos totais, conteúdo de antocianinas monoméricas, capacidade antioxidante, avaliada pelos métodos DPPH e ORAC, ácido elágico total, capacidade de inibição da alfa-glicosidase e captação de glicose e lipólise em tecido adiposo de camundongos (ensaio explante). Dentre os frutos, no primeiro tempo de amostragem, a amora-preta e o morango, cv Oso Grande, foram os que apresentaram maior conteúdo de fenólicos totais (62,36 e 34,89 mg AG/g, respectivamente) no entanto não foram mantidos esses valores no segundo tempo de amostragem, com concentração 30% e 60% inferior, respectivamente; e maior concentração de antocianinas monoméricas (45,33 mg/g e 3,09 mg/g, respectivamente). Em relação a inibição da enzima alfa-glicosidase, avaliado em extrato metanólico, o fruto framboesa vermelha e o morango cv. Camino Real foram as que apresentaram alto potencial inibitório nos dois tempos de amostragem (I'CIND.50' 0,47 mg FT e I'CIND.50' 0,57 mg FT para framboesa vermelha e I'CIND.50' 0,50 mgFT e I'CIND.50' 0,46 mg FT para Camino Real). Quando avaliado os extratos enriquecidos em fenólicos, o valor de I'CIND.50' com maior potencial dentre os frutos avaliados foi da amora-preta, nos dois tempos A1 e A2 (0,0023 mg FT e 0,0021 mg FT, respectivamente). Para captação de glicose em tecido adiposo explate, ao utilizar a insulina para estimular a captação de glicose juntamente com o tratamento (extrato), esse estimulo foi efetivo no aumento da captação de glicose somente com as amostras cv. Camino Real e cv. Oso Grande. Isso pode ser explicado pela alta correlação encontrada de antocianinas identificadas no fruto, como pelargonidina-3-O-glicosídeo. Por outro lado, somente a amora-preta A1 aumentou a lipólise em condição basal, mas nenhuma fruta foi eficiente para reduzir a lipólise em condição estimulada pelo isoproterenol. Sendo assim, frutas vermelhas podem ser boas fontes de compostos bioativos, principalmente antocianinas, as quais podem ter corroborado positivamente com os resultados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Ana Marla Duarte de; LAJOLO, Franco Maria. Compostos bioativos com potencial ação no controle da homeostase glicêmica. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-05062017-165732/ >.
    • APA

      Souza, A. M. D. de, & Lajolo, F. M. (2017). Compostos bioativos com potencial ação no controle da homeostase glicêmica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-05062017-165732/
    • NLM

      Souza AMD de, Lajolo FM. Compostos bioativos com potencial ação no controle da homeostase glicêmica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-05062017-165732/
    • Vancouver

      Souza AMD de, Lajolo FM. Compostos bioativos com potencial ação no controle da homeostase glicêmica [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-05062017-165732/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021