Exportar registro bibliográfico

Efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae sobre o desempenho e a imunidade intestinal de frangos de corte (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: BARBOSA, JOSé GUILHERME MORSCHEL - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LZT
  • Subjects: FRANGOS DE CORTE; LEVEDURAS; IMUNIDADE; INTESTINO DE ANIMAL; SACCHAROMYCES; SUPLEMENTOS ALIMENTARES PARA ANIMAIS
  • Keywords: Prebiótico
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae fornecida em duas diferentes inclusões em dietas para frangos de corte como alternativa a um antimicrobiano sobre desempenho zootécnico e avaliação do sistema imune intestinal pela realização da enumeração bacteriana, citometria de fluxo e expressão intestinal de genes ligados à resposta imune intestinal. Neste estudo foram utilizados 1260 pintos de corte machos de um dia de idade da linhagem ROSS AP95® em um experimento de 1 a 35 dias de idade alojados em galpão climatizado com cama de casa de arroz nova. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente aleatorizado, com 4 tratamentos e 7 repetições, com 45 aves por boxe. Os tratamentos utilizados foram: T1: ração basal e sem aditivo - controle negativo; T2: ração basal suplementada com 55 ppm de bacitracina de zinco - controle positivo; T3: controle negativo + 2 kg/t de levedura autolisada; T4: controle negativo + 4 kg/t de levedura autolisada. As dietas foram à base de milho e farelo de soja, sendo adicionados às rações 5% de farelo de trigo e 5% de farinha de penas e vísceras (sem tratamento prévio) com objetivo de impor um desafio nutricional aos animais. Ainda visando estimular imunologicamente os animais, aos 7 dias de idade, todas as aves foram desafiadas via ocular com uma vacina viva contendo oocistos de Eimeria sp. na dose recomendada pelo fabricante. Aos 8 dias de idade e 21 dias de idade,uma ave de cada unidade experimental, sem jejum prévio, teve sangue coletado e foi sacrificada para coleta de conteúdo intestinal ileal e cecal para realização da emumeração bacteriana de Enterococus sp., Escherichia coli e Lactobacillus sp., e para a coleta do segmento ileal para avaliar a expressão gênica intestinal de Claudin-1, IL-1β, IL-4, TLR4 e MUC-2 através da PCR em tempo real. Em relação ao desempenho das aves, o tratamento T3 propiciou melhor conversão alimentar em relação a T1 até os 21 dias de idade. Para o período cumulativo, o tratamento T4 propiciou conversão alimentar semelhante ao T2, sendo esta variável melhor para estes tratamentos em relação ao controle negativo. Na enumeração de bactérias no íleo, aos 8 dias de idade, os tratamentos T3 e T4 modularam de forma distinta a contagem de Enterococus sp., e para o gênero Lactobacillus sp., ambos os grupos de levedura apresentaram menor contagem em contraste com o controle positivo. No conteúdo do ceco foi encontrado um menor número de E. coli para os animais grupo T3, diferentemente para o T2 que propiciou maior contagem. Aos 21 dias de idade, foi encontrado diferença na enumeração do gênero Enterococus sp. ileal, cuja contagem foi menor para o T2 em relação ao T1. Na na análise de citometria de fluxo, tendências foram observadas aos 8 dias de idade para o percentual de linfócitos T auxiliares (P=0,16) e para o percentual de linfócitos B (P=0,12) havendo redução com a suplementação de leveduraautolisada. A mesma tendência (P=0,19) foi observada aos 21 dias de idade para a contagem de células T citóxicos. Sobre a PCR em tempo real, não foram detectadas diferenças para a expressão de Claudin-1. T2 e T4 propiciaram aumento da expressão gênica de IL-1β aos 21 dias de idade em relação ao controle negativo, sendo que T2 também promoveu aumento de TLR-4 aos 8 dias de idade. Tendências foram observadas com a maior expressão de IL-4 (P=0,06) aos 21 dias de idade pelo T2 e aumento na expressão de MUC-2 (P=0,09) pelo T4 aos 8 dias de idade. Os diferentes padrões de ativação ou não de citocinas revela uma estimulação da via Th2 pelo controle positivo (aumento de IL-1β e IL-4) e da via Th17 pelo tratamento suplementado com 4 kg/t de levedura autolisada (aumento de IL-1β)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.01.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBOSA, José Guilherme Morschel; MENTEN, José Fernando Machado. Efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae sobre o desempenho e a imunidade intestinal de frangos de corte. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-18052017-152408/ >.
    • APA

      Barbosa, J. G. M., & Menten, J. F. M. (2017). Efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae sobre o desempenho e a imunidade intestinal de frangos de corte. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-18052017-152408/
    • NLM

      Barbosa JGM, Menten JFM. Efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae sobre o desempenho e a imunidade intestinal de frangos de corte [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-18052017-152408/
    • Vancouver

      Barbosa JGM, Menten JFM. Efeitos da suplementação de levedura autolisada de Saccharomyces cerevisiae sobre o desempenho e a imunidade intestinal de frangos de corte [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-18052017-152408/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021