Exportar registro bibliográfico

Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan) (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: KAZUMA, SORAYA MEGUMI - FCF
  • Unidade: FCF
  • Subjects: BIOQUÍMICA CLÍNICA; ARTERIOSCLEROSE; PEPTÍDEOS
  • Language: Português
  • Abstract: A aterosclerose é caracterizada como uma doença imune-inflamatória crônica das artérias devido ao grande acúmulo de lipídios na íntima. Um dos fatores envolvidos na progressão da aterosclerose é a presença de uma subfração de partículas de lipoproteína de baixa densidade (LDL) com um grau mínimo de modificação, denominada LDL eletronegativa [LDL(-)], que possui propriedades pró-inflamatórias, apresenta maior retenção na íntima das artérias e maior tempo de permanência na circulação sanguínea, gerando respostas imuno-inflamatórias. Epítopos de anticorpos monoclonais importantes no reconhecimento das partículas de LDL(-) foram mapeados por phage display, gerando peptídeos mimotopos (P1A3 e P2C7) com potencial para acompanhamento da progressão da aterosclerose, sendo excelentes candidatos como radiotraçadores marcados com emissores de pósitrons para obtenção de imagens moleculares por tomografia por emissão de pósitrons (PET) associada à tomografia computadorizada (PET/CT). O peptídeo P1A3 foi radiomarcado com' POT.64'Cu através da complexação com o quelante DOTA, obtendo-se imagens por PET/CT da captação do peptídeo na região do arco aórtico de camundongos knockout para a apolipoproteína E (Apo'ePOT.-/-') comparados com animais controle sem lesões ateroscleróticas. Antes da obtenção das imagens PET/CT, os peptídeos radiomarcados foram validados através de estudos de estabilidade e biodistribuição, acumulando-se rapidamente nos rins. Também foi sintetizado um nanocluster de ouro, marcadocom' POT.64'Cu e funcionalizado com P1A3 em sua superfície, observando-se o maior direcionamento dos nanoclusters de ouro ligados ao P1A3 para a região das lesões ateroscleróticas do arco aórtico de camundongos Apo'ePOT.-/-', comparado ao nanocluster controle. Os peptídeos P1A3 e P2C7 radiomarcados com 68Ga, foram também avaliados por imagens PET/CT em camundongos knockout para o gene do receptor da LDL (LDL'rPOT.-/-') tratados ou não com dieta hipercolesterolêmica. As imagens PET/CT mostraram que os peptídeos marcados com' POT.68'Ga tiveram um aumento de captação na região do arco aórtico de camundongos LDL'rPOT.-/-' hipercolesterolêmicos em relação ao controle. Além disso, P2C7 foi radiomarcado com' POT.99m'Tc e sua biodistribuição demonstrou uma relação maior de % atividade injetada (AI)/órgão da aorta/coração nos camundongos hipercolesterolêmicos, em concordância com a imagem obtida por SPECT (tomografia computadorizada por emissão de fóton único) que revelou maior captação no arco aórtico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.05.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KAZUMA, Soraya Megumi; ABDALLA, Dulcinéia Saes Parra. Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan). 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9142/tde-25052017-150021/ >.
    • APA

      Kazuma, S. M., & Abdalla, D. S. P. (2017). Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9142/tde-25052017-150021/
    • NLM

      Kazuma SM, Abdalla DSP. Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9142/tde-25052017-150021/
    • Vancouver

      Kazuma SM, Abdalla DSP. Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-Scan) [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9142/tde-25052017-150021/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021