Exportar registro bibliográfico

Dinâmica da desembocadura lagunar de Cananéia, litoral sul do estado de São Paulo (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: AMBROSIO, BRUNA GARCIA - IO
  • Unidade: IO
  • Sigla do Departamento: IOF
  • Subjects: HIDRODINÂMICA; TRANSPORTE DE SEDIMENTOS
  • Language: Português
  • Abstract: As desembocaduras lagunares são sistemas costeiros dinâmicos e complexos em função de seu controle por diversos fatores ambientais, como amplitude de maré, energia de ondas e aporte fluvial. Essas variáveis atuam em conjunto produzindo condições hidrodinâmicas únicas e uma variedade de feições deposicionais. Estes sistemas, compostos por um canal principal e por deltas de maré, possuem fortes influências sobre a evolução da região costeira adjacente. O objetivo deste trabalho é avaliar a dinâmica da desembocadura de Cananéia, a fim de compreender os processos que governam as alterações morfológicas da região, considerando as prováveis influências do delta de maré vazante. Através de imagens aéreas e cartas náuticas históricas foi possível analisar as alterações morfológicas da desembocadura e do delta ao longo das últimas décadas. Posteriormente, foi aplicado o modelo numérico MIKE 21 para simular a propagação de ondas, a hidrodinâmica e o transporte sedimentar na região em duas situações batimétricas e em diferentes casos de ondas incidentes. Para tanto, utilizaram-se dados coletados in situ, resultados de modelos globais (WW3 e CFSR) e informações obtidas na literatura. Os resultados mostram alterações na morfologia da desembocadura com o predomínio de processos erosivos na margem norte, migração do canal e do delta para nordeste, aumento volumétrico do delta e avanço deste em direção ao oceano. Além disso, notou-se que a margem norte é exposta a maiores forças de onda e que, em ambas as margens, esta diminuiu ao longo do período analisado. Os resultados indicam a ação do delta de maré vazante como principal agente transformador de ondas, sendo a sua variação morfológica determinante para a ação das ondas nas margens do canal. A circulação é controlada predominantemente pela maré e o transporte de sedimentos, embora(continua)(Continuação) limitado, é aumentado sob o efeito sinérgico entre a ação de ondas e de maré. Devido a sua morfologia e hidrodinâmica, a margem norte é submetida à maior influência de ondas e de maré, resultando em processos erosivos. A dinâmica sedimentar reflete a complexidade deste ambiente.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.08.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMBRÓSIO, Bruna Garcia; SIEGLE, Eduardo. Dinâmica da desembocadura lagunar de Cananéia, litoral sul do estado de São Paulo. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-20022017-152001/pt-br.php >.
    • APA

      Ambrósio, B. G., & Siegle, E. (2016). Dinâmica da desembocadura lagunar de Cananéia, litoral sul do estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-20022017-152001/pt-br.php
    • NLM

      Ambrósio BG, Siegle E. Dinâmica da desembocadura lagunar de Cananéia, litoral sul do estado de São Paulo [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-20022017-152001/pt-br.php
    • Vancouver

      Ambrósio BG, Siegle E. Dinâmica da desembocadura lagunar de Cananéia, litoral sul do estado de São Paulo [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/21/21136/tde-20022017-152001/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021