Exportar registro bibliográfico

O papel da quinase Aurora A na biologia das células iniciadoras de turmor pulmonares com mutação em KRAS (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: SCALABRINI, LUIZA COIMBRA - IQ
  • Unidade: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: BIOLOGIA MOLECULAR; NEOPLASIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Mutações ativadoras no gene KRAS são prevalentes em cancer de pulmão e a as vias de sinalização de RAS estão aumentadas em células iniciadoras de tumor (CITs), que são definidas como células autorrenováveis capazes de iniciar a formação tumoral, sustentar o crescimento tumoral e promover a disseminação tumoral. Entretanto, terapias direcionadas a RAS não foram efetivas até hoje e a identificação de alvos de KRAS que contribuam para o fenótipo oncogênico é necessária. Como a quinase Aurora A (AURKA) já foi implicada, tanto na oncogênese induzida por KRAS, quanto em promover a função das CITs, nós hipotetizamos que a inibição das vias de AURKA seria detrimental para a função de CITs pulmonares portadoras de KRAS oncogênica, desta forma diminuindo o comportamento maligno do câncer de pulmão. Para avaliar a função das CITs, nós usamos ensaios de crescimento de tumoresferas que permitem o crescimento seletivo de CITs in vitro. As linhagens pulmonares positivas para KRAS H358 e A549 formaram tumoresferas em cultura de baixa aderência e, quando comparadas às linhagens parentais, às células oriundas de tumoresferas apresentaram maior capacidade clonogênica in vitro e maior tumorigenicidade in vivo. Além disso, uma análise por qPCR revelou que as células oriundas de tumoresferas possuem expressão aumentada de fatores de células tronco, uma característica de CITs. Em seguida, nós inibimos a AURKA nas linhagens pulmonares positivas para KRAS H358 e A549 por interferência de RNA (RNAi) ou com um inibidor das quinases Aurora (AI II). A inibição de AURKA diminuiu a formação de tumoresferas e o crescimento destas em culturas seriadas, além de reduzir a capacidade clonogênica das células oriundas de tumoresferas. Estes resultados indicam que a AURKA é importante para a autorrenovação e a oncogenicidade de CITs, e que a AURKA induz o fenótipo tronco-tumoral, o que écorroborado pelo achado de que a inibição de AURKA nas tumoresferas reduz a expressão de fatores de célula tronco. Um destes fatores regulados por AURKA é o marcador de superfície de célula tronco CD24. De fato, quando comparadas às células cultivadas de forma aderente, as células oriundas de tumoresferas apresentam maior número de células positivas para CD24 (CD2’4POT.+’) e estes números são reduzidos pelo tratamento com AI II. Finalmente, nós purificamos células H358 CD2’4POT.+’ por citometria de fluxo e mostramos que, quando comparadas às células negativas para CD24, as células CD2’4POT.+’ apresentam maior capacidade de formar tumoresferas em culturas seriadas, e o tratamento com AI II inibe preferencialmente a capacidade de células CD2’4POT.+’ de formarem tumoresferas. Nossos resultados sugerem que uma terapia baseada na inibição de AURKA pode reduzir o número e função de CITs pulmonares portadoras de KRAS oncogênica e, portanto, pode representar uma estratégia terapêutica atraente para reduzir a recidiva e metástase no câncer de pulmão induzido por KRAS
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.12.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SCALABRINI, Luiza Coimbra; BASSÈRES, Daniela Sanchez. O papel da quinase Aurora A na biologia das células iniciadoras de turmor pulmonares com mutação em KRAS. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-11042017-082202/ >.
    • APA

      Scalabrini, L. C., & Bassères, D. S. (2016). O papel da quinase Aurora A na biologia das células iniciadoras de turmor pulmonares com mutação em KRAS. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-11042017-082202/
    • NLM

      Scalabrini LC, Bassères DS. O papel da quinase Aurora A na biologia das células iniciadoras de turmor pulmonares com mutação em KRAS [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-11042017-082202/
    • Vancouver

      Scalabrini LC, Bassères DS. O papel da quinase Aurora A na biologia das células iniciadoras de turmor pulmonares com mutação em KRAS [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-11042017-082202/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021