Exportar registro bibliográfico

A compensação financeira e o desenvolvimento de municípios brasileiros alagados por hidroelétricas (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: PULICE, SéRGIO MANTOVANI PAIVA - IEE
  • Unidade: IEE
  • Subjects: RECURSOS HÍDRICOS; PLANEJAMENTO TERRITORIAL URBANO; INSTITUIÇÕES
  • Keywords: Compensação Financeira; Compensation; Desenvolvimento; Development; enforcements; flooded municipalities; Instituições; institutions; Municípios alagados; Regras formais
  • Language: Português
  • Abstract: Nos últimos anos a questão da expansão da matriz energética brasileira e a construção de novas grandes usinas hidrelétricas, principalmente na região amazônica, tem estado no centro dos debates sobre estratégias de crescimento econômico no Brasil. Nesse debate é possível identificar a questão das vantagens comparativas da tipologia hidrelétrica frente as outras formas de geração de energia no que tange aos benefícios econômicos e sociais à nação. No entanto, há uma controvérsia na literatura que aponta para evidências de que as tais vantagens comparativas não se concretizam no plano local, estando apenas voltadas para o plano nacional. Um dos mecanismos legais visto pelos planos governamentais como promotor de desenvolvimento local é a Compensação Financeira pela utilização de recursos hídricos. Tal mecanismo visa transferir valores aos entes federativos, principalmente às municipalidades diretamente alagadas, relativos à produção de energia elétrica. Este mecanismo pode ser interpretado sob a perspectiva teórica da economia institucional enquanto uma instituição que contem regras formais, regras informais e mecanismos de enforcements que devem garantir seu funcionamento. Nesse contexto, a pergunta que se coloca é se a Compensação Financeira está associada ao desenvolvimento dos municípios brasileiros alagados pelas hidrelétricas, ao longo da década de 2000 a 2010. Para responder essa pergunta, o presente trabalho analisou as variáveis de desenvolvimento de 600 municípiosalagados que receberam valores de Compensação Financeira ao longo da década de 2000 a 2010 pagos por 119 hidrelétricas. Os resultados encontrados podem ser separados em duas escalas. Na escala Nacional foram encontradas evidências de associações negativas estatisticamente significantes em relação a 21 variáveis de desenvolvimento e valores auferidos de Compensação Financeira. Numa escala regional, foram encontradas evidências de associações negativas estatisticamente significantes para as regiões Sudeste e Centro-oeste para 30 variáveis. Não foram encontradas associações significantes para a região Sul. Para as regiões Nordeste e Norte foram encontradas associações positivas estatisticamente significantes para 14 variáveis de educação e de redução da desigualdade. Sob a perspectiva da teoria da economia institucional, é possível interpretar os resultados da escala nacional como sendo condicionados pela ausência de regras formais objetivas e respectivos mecanismos de enforcements efetivos no que tange ao tema de aplicação dos recursos de Compensação Financeira recebidos pelas municipalidades, o que pode influenciar os resultados negativos observados. Para a escala regional, mesmo as regras formais e mecanismos de enforcement sendo caracterizados como não efetivos, os resultados positivos observados podem estar associados às regras informais e outros elementos regionais que condicionam positivamente a aplicação dos recursos. Assim, conclui-se que a Compensação Financeira é umimportante mecanismo de compartilhamento de benefícios com potencial de influenciar dimensões do desenvolvimento desde que sejam observadas as interfaces entre as regras formais e informais que as condicionam. Esse mecanismo necessita ser aprimorado do ponto de vista das regras formais e mecanismos de enforcements, para o tema de aplicação dos recursos. Além disso, é possível inferir que as regras informais e a dinâmica regional devem ser observadas pois também possuem influência no sentido de promover o desenvolvimento dos territórios mesmo na ausência de regras formais efetivas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.11.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PULICE, Sérgio Mantovani Paiva; MORETTO, Evandro Mateus. A compensação financeira e o desenvolvimento de municípios brasileiros alagados por hidroelétricas. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-02022017-170958/ >.
    • APA

      Pulice, S. M. P., & Moretto, E. M. (2016). A compensação financeira e o desenvolvimento de municípios brasileiros alagados por hidroelétricas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-02022017-170958/
    • NLM

      Pulice SMP, Moretto EM. A compensação financeira e o desenvolvimento de municípios brasileiros alagados por hidroelétricas [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-02022017-170958/
    • Vancouver

      Pulice SMP, Moretto EM. A compensação financeira e o desenvolvimento de municípios brasileiros alagados por hidroelétricas [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-02022017-170958/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021