Exportar registro bibliográfico

Evolução neonatal e aquisição passiva de anticorpos IgG séricos e IgA no colostro reativos com Streptococcus B, anti-LPS de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa em gêmeos (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: MONTEIRO, RENATA DE ARAUJO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPE
  • Subjects: RECÉM-NASCIDO; GÊMEOS; COLOSTRO; IMUNOGLOBULINAS; STREPTOCOCCUS; PSEUDOMONAS; SEPSE
  • Keywords: Colostrum; Infant newborn; Klebsiella pneumoniae; Sepsis; Twins
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Gestações múltiplas apresentam alta morbidade relacionada a fatores como prematuridade, baixo peso ao nascer e sepse. Em gemelares, a aquisição de imunidade passiva por meio do cordão umbilical e do colostro ainda não é bem conhecida. O objetivo geral do estudo foi descrever a concentração de IgG total e específico anti-Streptococcus B, antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae e antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa no cordão umbilical de recém-nascidos gemelares e a concentração de IgA secretora total e específica destes anticorpos no colostro. O objetivo específico foi analisar a associação entre infecção neonatal e concentração dos anticorpos no sangue de cordão umbilical e no colostro. Métodos: estudo prospectivo transversal de uma coorte de recémnascidos gemelares internados no Centro Neonatal do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP no período de 20 meses. Foram excluídos: recém-nascidos com malformação; mães com infecção ou imunodeficiência. Variáveis analisadas: idade gestacional; peso de nascimento; classificação gestacional; concentrações de IgG total e específicos e IgA total e específicas anti-Streptococcus B, antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae e antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa no sangue de cordão umbilical e no colostro; nutrição enteral; episódios de infecção; desfecho. As dosagens de IgG total foram realizadas por nefelometria e dos demais anticorpos através de ensaioimunoenzimático. Os testes t-Student pareado ou teste de Wilcoxon pareado, teste de Mann-Whitney e teste de Kruskal-Wallis, foram utilizados, considerando-se significante p< 0,005. Resultados: Foram incluídos 57 pares de gêmeos, compondo a casuística de 114 recém-nascidos. A idade gestacional foi 36±1,65 semanas (média±DP) e o peso de nascimento foi 2.304,8 ± 460g (média±DP). As concentrações de anticorpos encontradas foram (média±DP): IgG total 835,71 ± 190,73 mg/dL, IgG anti-Streptococcus B 295,1 ± 250,66 UA/mL, IgG antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa 280,04 ± 498,66 UA/mL e IgG antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae 504,75 ± 933,93 UA/mL; IgA total 210,2 ± 285,3 g/L, IgA anti-Streptococcus B 6640 ± 9526,8 UA/mL, IgA antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa 3231,0 ± 2935,2 UA/mL, IgA antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae 3070,1±2886,6 UA/mL. A concentração de IgG total foi menor nos recém-nascidos prematuros (p < 0,001). Em gemelares com idade gestacional < 34 semanas a concentração de IgG total (p=0,013) e IgG antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa (p=0,032) foi menor. A concentração de anticorpos IgG antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae foi menor nos recém-nascidos pequenos para a idade gestacional (p=0,013). No colostro, houve detecção de IgA total, IgA anti-Streptococcus B, IgA antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae e antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa em 98,1% das mães. Aconcentração de IgA antilipopolissacarídeos de Pseudomonas aeruginosa foi menor no colostro das mães de recém-nascidos prematuros (p=0,013). A concentração de IgA antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae foi menor no colostro das mães com parto antes de 34 semanas (p=0,001). Houve infecção em cinco recém-nascidos, cuja concentração de IgG total foi menor (p<0,05). Os neonatos que receberam colostro apresentaram menor incidência de infecção (p< 0,001). Conclusões: Os anticorpos IgG total e específicos foram detectados no sangue do cordão umbilical em todos os gemelares, comprovando sua passagem transplacentária. Houve dimimuição significativa na concentração de anticorpos IgG total nos gemelares prematuros e de IgG total e IgG antilipopolissacarídeos de Pseudomas aeruginosa nos gemelares com idade gestacional inferior a 34 semanas. No colostro houve detecção de IgA total de específica em 98,1% das mães. A concentração de IgA antilipopolissacarídeos de Klebsiella pneumoniae, sugerindo que a prematuridade possa ter influenciado a transferência de anticorpos maternos pelo colostro. A maior incidência de infecção no grupo de recém-nascidos, que não receberam colostro e naqueles que apresentavam concentração sérica de IgG total significativamente menor, reforça a importância da proteção anti-infecciosa conferida pela imunidade passiva transferida da mãe
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.01.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Renata de Araujo; KREBS, Vera Lúcia Jornada. Evolução neonatal e aquisição passiva de anticorpos IgG séricos e IgA no colostro reativos com Streptococcus B, anti-LPS de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa em gêmeos. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-05042017-161941/ >.
    • APA

      Monteiro, R. de A., & Krebs, V. L. J. (2017). Evolução neonatal e aquisição passiva de anticorpos IgG séricos e IgA no colostro reativos com Streptococcus B, anti-LPS de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa em gêmeos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-05042017-161941/
    • NLM

      Monteiro R de A, Krebs VLJ. Evolução neonatal e aquisição passiva de anticorpos IgG séricos e IgA no colostro reativos com Streptococcus B, anti-LPS de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa em gêmeos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-05042017-161941/
    • Vancouver

      Monteiro R de A, Krebs VLJ. Evolução neonatal e aquisição passiva de anticorpos IgG séricos e IgA no colostro reativos com Streptococcus B, anti-LPS de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa em gêmeos [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-05042017-161941/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021