Exportar registro bibliográfico

Viver a cidade, sobreviver ao tempo: fragmentos da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, Pernambuco (2015)

  • Authors:
  • Autor USP: NÓBREGA, PEDRO RICARDO DA CUNHA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: GEOGRAFIA HUMANA; ENVELHECIMENTO; PRODUÇÃO DO ESPAÇO; IDOSOS
  • Keywords: Aging Geography; Geografia do envelhecimento
  • Language: Português
  • Abstract: A Geografia, na contemporaneidade, não corresponde mais àquela ciência descritiva que buscava a unidade através de um método fechado (cartesiano e positivista). A abertura para uma compreensão dialética do mundo moderno impõe uma agenda para esta ciência que tem como base a construção de análises espaciais que têm como fundamento as ações sociais tomadas como práticas sócio-espaciais. Neste sentido, desenvolveu-se, e ainda está em curso, um processo de atualização de conceitos, temas e abordagens que coloca no centro das questões o real problematizado. Sendo assim, a ideia de população é esvaziada de sentido e no lugar desse conceito a-histórico e genérico surgem reflexões que consideram a produção do homem como categoria central para os estudos contemporâneos, o que revela, em função do modo de produção capitalista, a produção do espaço. As transformações recentes causadas pela ampliação da longevidade causam uma ampliação da relação das pessoas com o espaço de realização da vida, o que traz para a discussão temas relacionados ao processo de envelhecimento humano como uma questão emergente e que precisa de atenção, principalmente por parte das ciências humanas, uma vez que já há uma tradição destes estudos no âmbito das ciências da saúde. Esta tese identifica a necessidade de que sejam ampliadas, em função da condição atual e das projeções futuras, os estudos relacionados à geografia do envelhecimento, que no Brasil não têm nenhuma tradição fora do ambiente demográfico.Frente aos elementos identificados, busca-se, com esta tese, contribuir para o estudo da geografia do envelhecimento a partir da análise teórica e empírica dos fragmentos da vida cotidiana dos velhos da cidade do Recife. O método que estrutura este trabalho está baseado nos princípios marxianos e atualizados a partir da compreensão da obra de Henri Lefebvre sobre a produção do espaço, obedecendo, metodologicamente, a um movimento regressivo-progressivo. O principal objetivo desta pesquisa é estudar a relação entre a produção do espaço urbano e a realização da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, buscando entender a relação entre os velhos e as barreiras existentes na cidade, de várias ordens, que dificultam a realização da vida em coletividade; além de identificar oito categorias empíricas fundamentais para a realização da vida cotidiana: espaço público x espaço privado, transporte, moradia, participação social, inclusão social, comunicação, emprego e serviços de saúde. A discussão acerca destes temas só se tornou possível através de uma análise dos conceitos de velho, velhice e envelhecimento, relacionando-os com as discussões sobre a produção do espaço urbano e as definições da vida cotidiana, bem como construindo análises críticas sobre o conjunto de regras e normas estabelecidas em âmbito internacional e nacional, que possibilitam e fomentam, no âmbito do direito, uma relação harmônica dos velhos com a cidade. Os principais resultados estão relacionados a umaprofundamento teórico sobre os temas centrais apresentados na tese e a um entendimento mais próximos da caracterização da forma de vida dos velhos pobres da cidade, mostrando que, para a velhice, a cidade inteira se impõe como barreira, quer seja na impossibilidade de garantia dos direitos conquistados, quer seja em função de práticas urbanas orientadas para os indivíduos jovens, o que dificulta a apropriação da cidade por parte das pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.12.2015
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NÓBREGA, Pedro Ricardo da Cunha; FRANCESCONI, Lea. Viver a cidade, sobreviver ao tempo: fragmentos da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, Pernambuco. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-19012017-130925/ >.
    • APA

      Nóbrega, P. R. da C., & Francesconi, L. (2015). Viver a cidade, sobreviver ao tempo: fragmentos da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, Pernambuco. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-19012017-130925/
    • NLM

      Nóbrega PR da C, Francesconi L. Viver a cidade, sobreviver ao tempo: fragmentos da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, Pernambuco [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-19012017-130925/
    • Vancouver

      Nóbrega PR da C, Francesconi L. Viver a cidade, sobreviver ao tempo: fragmentos da vida cotidiana dos velhos na cidade do Recife, Pernambuco [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-19012017-130925/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021