Exportar registro bibliográfico

Identificação de fatores de risco para lesão musculoesquelética de joelho e coxa de atletas profissionais de futebol pela dinamometria isocinética e avaliação funcional no período pré-temporada (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIPORACI, ROGÉRIO FERREIRA - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: FUTEBOL; LESÃO CORPORAL; JOELHO; QUADRIL
  • Language: Português
  • Abstract: Jogadores de futebol profissional frequentemente são expostos a lesões musculoesqueléticas de joelho e coxa ao longo da temporada por cantata direto ou fatores intrínsecos relacionados às condições físicas do atleta. Entretanto, não há um consenso de quais possíveis fatores relacionados ao desempenho muscular ou função do atleta no esporte podem interferir no aparecimento destas lesões. Proposta: Determinar se possíveis fatores de risco verificados em uma avaliação pré-temporada podem elevar as chances de desencadear lesões ao longo da temporada. Método: Este é um estudo observacional do tipo coorte longitudinal que avaliou 68 atletas de dois times profissionais do futebol de elite nacional. Os atletas foram submetidos a avaliação isocinética concêntrica a 60 graus/segundo e determinado como fator de corte para risco de lesão futura os resultados obtidas fora da faixa de 55% a 64% da relação isquiotibiais-quadriceps e acima de 10% de diferença de pico de torque extensor e flexor entre os membros. Outros fatores intrínsecos e da função do atleta também foram avaliados para se determinar um conjunto de variaveis que possam ser gatilhos para o desencadeamento de lesões como posição no campo, dominancia, lesões prévias, histórico profissional. Resultado: Jogadores de futebol com diferenças de pico de torque extensor e flexor superior a 10% apresentaram uma chance de lesão muscular de coxa de 7 até 46 vezes maior na perna mais fraca, respectivamente, 3 vezes mais chance de lesão na temporada em atletas com histórico de lesão em coxa e 4 vezes mais chance de lesão ligamentar ou meniscal na perna de apoio em atletas que possuem dominancia em um dos membros inferiores. Um nomograma foi produzido com o conjunto de fatores de risco para auxiliar equipes de futebol na avaliação do risco. Conclusão: As relações de forçae diferenças entre torque nos membros inferiores fora dos valores de corte estabelecidos podem estar envolvidos no aparecimento de lesões ao longo da temporada., bem como lesões prévias e a dominancia de um dos membros. Além disso, as variaveis colhidas podem, de maneira agrupada, estabelecerem uma porcentagem de risco para o surgimento destas lesões, se avaliadas em grupos de atletas similares ao do estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.09.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIPORACI, Rogério Ferreira; RIBERTO, Marcelo. Identificação de fatores de risco para lesão musculoesquelética de joelho e coxa de atletas profissionais de futebol pela dinamometria isocinética e avaliação funcional no período pré-temporada. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Liporaci, R. F., & Riberto, M. (2016). Identificação de fatores de risco para lesão musculoesquelética de joelho e coxa de atletas profissionais de futebol pela dinamometria isocinética e avaliação funcional no período pré-temporada. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Liporaci RF, Riberto M. Identificação de fatores de risco para lesão musculoesquelética de joelho e coxa de atletas profissionais de futebol pela dinamometria isocinética e avaliação funcional no período pré-temporada. 2016 ;
    • Vancouver

      Liporaci RF, Riberto M. Identificação de fatores de risco para lesão musculoesquelética de joelho e coxa de atletas profissionais de futebol pela dinamometria isocinética e avaliação funcional no período pré-temporada. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020