Exportar registro bibliográfico

Efeito da administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona em modelo de isquemia-reperfusão medular em ratos (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: CAVALCANTE, LEONARDO PESSOA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: AORTA; COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS; ESTRADIOL; PROGESTERONA; ISQUEMIA; REPERFUSÃO; RATOS
  • Keywords: Aortic diseases/surgery; Estradiol; Isquemia do cordão espinal; Paraplegia; Postoperative complications/prevention e control; Progesterone; Rats; Reperfusion injury; Spinal cord ischemia; Traumatismo por reperfusão
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A lesão medular isquêmica continua sendo uma complicação devastadora das intervenções cirúrgicas na aorta torácica descendente e aorta toracoabdominal. Relatos das diferenças de desfechos clínicos neurológicos entre os gêneros após lesões cerebrais isquêmicas e traumáticas têm levantado o interesse nas influências hormonais, bem como gerado outros estudos buscando a comprovação dos efeitos neuroprotetores do estradiol e da progesterona. Nossa hipótese foi a de que a administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona seria capaz de prevenir ou atenuar a lesão medular isquêmica causada pela oclusão transitória da aorta torácica descendente proximal. OBJETIVO: Analisar os efeitos na medula espinhal da administração aguda de 17?-estradiol ou de progesterona em modelo experimental de isquemia-reperfusão medular por oclusão transitória da aorta torácica descente proximal de ratos machos. MÉTODOS: Ratos machos, da linhagem wistar, foram divididos aleatoriamente em 3 grupos para a administração de 280ug/Kg de 17beta-estradiol (n=12) ou de 4mg/Kg de progesterona (n=8) ou do veículo de infusão (grupo controle) (n=12), 30 minutos antes da oclusão transitória da aorta torácica descendente por 12 minutos. A confirmação da oclusão efetiva aórtica deu-se por meio da monitorização contínua da pressão arterial média distal com o uso de cateter colocado na artéria caudal dos animais (mantida em 10mmHg). A oclusão da aorta torácica descendente deu-se por meio do posicionamento de um cateter de Fogarty no. 2,passado no sentido caudal, via dissecção da artéria carótida comum esquerda do animal. A função locomotora dos animais foi avaliada no 1o, 3o, 5o, 7o, e 14o dia pós-operatório. No 14o dia pós-operatório, os animais, após anestesia profunda, foram sacrificados e tiveram suas medulas espinhais retiradas para análise histológica e imunohistoquímica. RESULTADOS: Houve comprometimento significativo da função locomotora inicialmente nos 3 grupos de estudo, com recuperação parcial da mesma ao longo do período de observação, não havendo diferença entre os grupos durante o período de observação. A análise histológica da substância cinzenta evidenciou escassos neurônios viáveis e importante vacuolização celular nos 3 grupos de estudo no 14o dia. A análise imunohistoquímica da substância cinzenta medular com anticorpos anti-Bcl2 e anti-anexina V foi similar nos 3 grupos. Houve marcação positiva de necrose celular com o iodeto de propídio, sendo a mesma semelhante nos 3 grupos estudados. CONCLUSÃO: A administração aguda de estradiol ou de progesterona, 30 minutos antes da oclusão transitória da aorta descendente proximal de ratos machos não foi capaz de prevenir ou atenuar a lesão medular isquêmica, até o 14o dia de observação, do ponto vista funcional ou histológico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.11.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALCANTE, Leonardo Pessoa; MOREIRA, Luiz Felipe Pinho. Efeito da administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona em modelo de isquemia-reperfusão medular em ratos. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5156/tde-06022017-103854/ >.
    • APA

      Cavalcante, L. P., & Moreira, L. F. P. (2016). Efeito da administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona em modelo de isquemia-reperfusão medular em ratos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5156/tde-06022017-103854/
    • NLM

      Cavalcante LP, Moreira LFP. Efeito da administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona em modelo de isquemia-reperfusão medular em ratos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5156/tde-06022017-103854/
    • Vancouver

      Cavalcante LP, Moreira LFP. Efeito da administração aguda de 17beta-estradiol ou de progesterona em modelo de isquemia-reperfusão medular em ratos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5156/tde-06022017-103854/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021