Exportar registro bibliográfico

Análise da confiança materna para amamentar e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: CONDE, RAQUEL GERMANO - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: ALEITAMENTO MATERNO; ADOLESCENTES; SAÚDE MATERNO-INFANTIL; MÃES ADOLESCENTES
  • Keywords: Autoeficácia; Breastfeeding; Confiança; Confidence; Teenager; Maternal and Child Health; Self-efficacy
  • Language: Português
  • Abstract: A prática do aleitamento materno e seus benefícios para a saúde materno-infantil tem sido alvo de muitos estudos científicos. Apesar das evidências de benefícios, há a necessidade de se ampliar a visão sobre as questões que envolvem a amamentação, compreendendo este processo como multifatorial. Assim, a idade materna é um dos fatores que influenciam a amamentação, pois mães adolescentes podem apresentar maiores dificuldades para início e manutenção desta prática. Além disso, a confiança materna tem sido identificada como uma variável modificável e protetiva no que tange ao aleitamento materno, já que influencia no seu início, adesão e manutenção. Assim, os objetivos deste estudo foram: verificar a confiança materna para amamentar entre mães adolescentes; identificar a prevalências do aleitamento materno exclusivo nos intervalos de 30, 60 e 180 dias de vida; verificar a associação entre a confiança materna das adolescentes para amamentar e a duração do aleitamento materno exclusivo, nos intervalos de 30, 60 e 180 dias pós-parto. Trata-se de um estudo longitudinal prospectivo, observacional e analítico, realizado no alojamento conjunto do CRSM-MATER, no município de Ribeirão Preto/ SP. A coleta de dados foi realizada entre em janeiro de 2014 a junho de 2015. A amostra foi constituída por 160 mães adolescentes. Para coleta de dados, foram aplicados um questionário sobre informações sociodemográficas e obstétricas e o instrumento Breastfeeding Self-EfficacyScale (BSES) entre as mães adolescentes admitidas no alojamento conjunto. Posteriormente, estas adolescentes foram acompanhadas por meio de busca fonada em 30, 60 e 180 dias pós-parto, com a utilização do terceiro instrumento de coleta de dados, com questões referentes à alimentação oferecida à criança e intercorrências durante o período de amamentação. Os dados foram analisados com a utilização do programa estatístico Statistical Analysis System SAS® 9.0. Para caracterizar a amostra, a análise dos dados foi fundamentada na estatística descritiva. Para verificar a relação entre a confiança materna e os tempos de amamentação foi realizada a análise de variância (ANOVA) e o Coeficiente de Correlação de Pearson. Para verificar a associação entre as variáveis qualitativas, os dados foram submetidos ao Teste Exato de Fisher. Para todas as análises estatísticas, foram considerados nível de significância de 5%. A maioria das participantes (56,90%) apresentou alto nível de confiança para amamentar. A prevalência do aleitamento materno exclusivo foi de 62% nos 30 dias pós-parto, 52,59% nos 60 dias e 16% aos 180 dias pós-parto. Não houve associação estatisticamente significativa entre a confiança da adolescente com a duração do aleitamento materno exclusivo. Houve associação estatisticamente significativa entre a confiança e as variáveis "intercorrência na gestação" (p=0,0069) e "intercorrência no trabalho de parto e/ou parto"(p=0,0316), ou seja, asadolescentes que não tiveram nenhuma intercorrência na gestação ou no trabalho de parto e/ou parto apresentaram maior confiança na amamentação. Conclui-se que a confiança elevada não foi um fator preditivo da prevalência do AME entre as mães adolescentes, porém foram identificados fatores que influenciaram na confiança para amamentar. Assim, ressalta- se a importância de sua análise na prática clínica com o intuito de fornecer subsídios que favoreçam a melhoria dos índices de amamentação e, consequentemente, da saúde materno- infantil
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.08.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CONDE, Raquel Germano; MONTEIRO, Juliana Cristina dos Santos. Análise da confiança materna para amamentar e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-09012017-162506/ >.
    • APA

      Conde, R. G., & Monteiro, J. C. dos S. (2016). Análise da confiança materna para amamentar e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-09012017-162506/
    • NLM

      Conde RG, Monteiro JC dos S. Análise da confiança materna para amamentar e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-09012017-162506/
    • Vancouver

      Conde RG, Monteiro JC dos S. Análise da confiança materna para amamentar e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-09012017-162506/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021