Exportar registro bibliográfico

O movimento B Corp: significados, potencialidades e desafios (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: REIS, JULIANA RODRIGUES DOS - FEA
  • Unidade: FEA
  • Sigla do Departamento: EAD
  • Subjects: EMPREENDEDORISMO SOCIAL; RESPONSABILIDADE SOCIAL
  • Keywords: B Corp; Empresas B; Kybrid organizations; Organizações híbridas; Social entrepreneurship; Social responsibility
  • Language: Português
  • Abstract: As empresas, centrais no modelo de desenvolvimento capitalista, estão sendo questionadas sobre suas ações na resolução de problemas da sociedade e sobre a tradicional orientação ao desempenho financeiro. Como resposta, novos modelos organizacionais buscam articulações capazes de criar um elo entre o lucro e o interesse socioambiental. Citado como exemplo do conceito de organizações híbridas, o Movimento B Corp torna-se um rico objeto de estudo para a compreensão das alternativas de revisão da atuação das organizações. Com o mote principal de \"redefinir o conceito de sucesso nos negócios\", envolve as frentes de certificação, legislação e investimento de impacto. O presente estudo descritivo-exploratório, de caráter qualitativo e base interpretativa-construtivista, buscou compreender melhor a identidade deste movimento à luz do conceito emergente de organizações híbridas, na esteira de tendências e conceitos que visam tratar o papel socioambiental das organizações. Para responder a pergunta de pesquisa se e como as Empresas B (B Corp) constituem um modelo de hibridismo organizacional, esta pesquisa envolveu uma abordagem multimétodos de coleta, codificação e análise dos dados na combinação de duas etapas de investigação. A primeira etapa - Retrato do Movimento B Corp - buscou entender seus significados a partir da percepção dos atores envolvidos, no Brasil e Estados Unidos, incluindo um conjunto de 12 entrevistas com representantes do movimento, líderes de empresas Bcertificadas ou com potencial de certificação e acadêmico. A segunda etapa - Retrato das Empresas B no Brasil - possibilitou traçar o perfil das empresas certificadas no País por meio da análise de dados secundários das comunicações institucionais nos seus websites próprios e do movimento. Por meio dos resultados obtidos nesta pesquisa, percebe-se que a certificação pode ser considerada uma evolução dos mecanismos de prestação de contas ao incluir as etapas de comprovação das informações, auditoria, compromisso legal e identificação pelo selo concedido. A inclusão de cláusulas específicas que incluem os interesses dos stakeholders nos documentos legais torna-se um dos principais diferenciais e aspecto simbólico do movimento. No entanto, não é possível afirmar que representa um novo modelo de organização ou tipo ideal de hibridismo organizacional, mas de um caminho nessa intenção. O grupo de empresas estudadas engloba uma abrangência maior de níveis de hibridismo organizacional, valorizando a forma como os negócios são conduzidos, mas não, necessariamente, sua atividade-fim e sua missão socioambiental como orientadora do modelo de negócios. A heterogeneidade de empresas certificadas é uma das principais características do movimento e, ao mesmo tempo, um dos grandes desafios para sua distinção. O posicionamento ideológico e a atração de investidores de impacto são os principais motivadores para a certificação, que é percebida como uma forma de conferir legitimidade aodiferencial socioambiental das empresas. A percepção de ser uma marca pouco conhecida e de falta de benefícios práticos figura entre as principais fragilidades compensadas pelo fato de pertencer a uma comunidade que partilha dos mesmos valores e o potencial de networking e parcerias. Ao fornecer uma visão panorâmica e analítica sobre o movimento, estaa pesquisa serve como ponto de partida para estudos futuros e para o desenvolvimento do conceito de organizações híbridas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.10.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REIS, Juliana Rodrigues dos; COMINI, Graziella Maria. O movimento B Corp: significados, potencialidades e desafios. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-19122016-152403/ >.
    • APA

      Reis, J. R. dos, & Comini, G. M. (2016). O movimento B Corp: significados, potencialidades e desafios. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-19122016-152403/
    • NLM

      Reis JR dos, Comini GM. O movimento B Corp: significados, potencialidades e desafios [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-19122016-152403/
    • Vancouver

      Reis JR dos, Comini GM. O movimento B Corp: significados, potencialidades e desafios [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-19122016-152403/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021