Exportar registro bibliográfico

Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, de monoidrato de creatina como terapia adjuvante  na depressão bipolar (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: TONIOLO, RICARDO ALEXANDRE - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPS
  • Subjects: TRANSTORNO BIPOLAR; QUIMIOTERAPIA ADJUVANTE; TESTES NEUROPSICOLÓGICOS; MÉTODO DUPLO-CEGO; ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO RANDOMIZADO
  • Keywords: Bipolar disorder; Chemotherapy adjuvant; Creatina; Double-blind method; Randomized controlled trial
  • Language: Português
  • Abstract: Os episódios depressivos constituem a principal causa de morbidade e disfuncionalidade para indivíduos acometidos de transtorno bipolar (TB) ao longo do curso da doença. Os tratamentos disponíveis atualmente para esta fase do transtorno possuem eficácia limitada, o que implica na necessidade de pesquisas que busquem novas opções terapêuticas. Os prejuízos cognitivos presentes em todas as fases do TB, incluindo as depressivas, e associados em seu curso evolutivo a neuroprogressão consistem noutra dimensão psicopatológica que não é beneficiada pelos tratamentos farmacológicos atualmente empregados. Uma mudança de paradigma temse delineado na literatura nos últimos anos a partir do modelo de pesquisa translacional, na qual novas substâncias, incluindo nutracêuticos, têm sido propostas ou estudadas em ensaios clínicos no tratamento da depressão bipolar. Destacam-se entre estes compostos aqueles que atuam no metabolismo energético e na modulação de funções mitocondriais, em vista de extensa linha de evidências que aponta para a existência no TB de alterações fisiopatológicas nestes aspectos da neurobiologia. Escolhemos o monoidrato de creatina como suplemento alimentar a ser estudado como candidato a terapia adjuvante da depressão bipolar, especialmente em razão de sua atuação na bioenergética celular e na potencialização da cognição. Método: Conduzimos um ensaio clínico duplo-cego em que trinta e cinco (35) pacientes portadores de TB do tipo I ou II em episódio depressivo peloscritérios do DSM-IV e que se encontravam em uso de medicamentos preconizados para o tratamento desta fase da doença foram randomicamente alocados em dois grupos de tratamento adjuvante durante 6 semanas: monoidrato de creatina 6 gramas/dia (N=17) ou placebo (N=18). As comparações entre os grupos para as medidas de desfecho escolhidas, sendo determinada como primária a alteração na pontuação na MADRS (Montgomery-Asberg Depression Rating Scale) após 6 semanas, foram realizadas considerando em uma análise principal por intenção-de-tratar os 27 sujeitos (N=16 no grupo creatina; N=11 no grupo placebo) reavaliados em pelo menos uma ocasião ao longo do ensaio clínico, utilizando-se o método da last-observation-carried-forward (LOCF). Procedemos também a análises secundárias que avaliaram os desfechos clínicos de 23 pacientes (N=12 no grupo creatina; N=11 no grupo placebo) que completaram as 6 semanas e os desfechos cognitivos de 18 sujeitos (N=9 no grupo creatina; N=9 no grupo placebo) que foram submetidos a uma bateria de testes neuropsicológicos antes e após o tratamento de 6 semanas. Resultados: Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre os grupos de tratamento após 6 semanas nas variáveis clínicas analisadas por intençãode- tratar ou por-protocolo. O grupo creatina apresentou melhora significativa (p < 0,05) em comparação ao grupo placebo do desempenho no teste de fluência verbal após as 6 semanas de tratamento. Conclusão: O presente estudo,ressalvadas suas limitações metodológicas, não corrobora a hipótese de eficácia do monoidrato de creatina como terapia adjuvante da depressão bipolar, mas pode encorajar ensaios clínicos de duração mais prolongada e com amostras maiores que procurem confirmar o efeito potencializador da cognição da creatina nos indivíduos portadores de TB
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.09.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TONIOLO, Ricardo Alexandre; LAFER, Beny. Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, de monoidrato de creatina como terapia adjuvante  na depressão bipolar. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-07122016-150647/ >.
    • APA

      Toniolo, R. A., & Lafer, B. (2016). Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, de monoidrato de creatina como terapia adjuvante  na depressão bipolar. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-07122016-150647/
    • NLM

      Toniolo RA, Lafer B. Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, de monoidrato de creatina como terapia adjuvante  na depressão bipolar [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-07122016-150647/
    • Vancouver

      Toniolo RA, Lafer B. Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, de monoidrato de creatina como terapia adjuvante  na depressão bipolar [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-07122016-150647/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021