Exportar registro bibliográfico

Intercorporeidade e mundo em merleau-ponty (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated author: OLIVEIRA, VITOR HUGO DE - FFCLRP
  • School: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: DESEJO; NATUREZA; PSICANÁLISE
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho visa explorar, a partir das últimas obras de Merleau-Ponty, a arqueologia do ser-no-mundo através da intercorporeidade mundana, à luz de sua Ontologia do Ser Bruto, ressaltada a partir da centralidade da noção de desejo. Essa descrição permite questionar as dualidades cartesianas, que atravessam as posições empiristas e intelectualistas, além de permitir uma crítica à noção de causalidade, seja a vertente mecanicista, seja a finalista, que perpassem as concepções biológicas, psicológicas e sociológicos sobre o homem. A pesquisa buscou inicialmente delinear os principais conceitos relacionados à reabilitação ontológica E proposta pelo filósofo. Em primeiro lugar, destacou-se a ênfase em uma Sensibilidade geral e ambígua, que porta em si um sentido inerente a seu caráter configuracional. Em segundo lugar, discutiu-se a noção de carne e de carne do mundo, descrevendo a dinarnica topológica da carne, através da reversibilidade iminente entre sensível e senciente, dentro e fora, explicitando uma À; contínua relação de trocas entre o corpo e o mundo, via relação desejante. Em terceiro lugar, o trabalho descreve a arquitetônica do Sensível através de uma negatividade interior ao ser e, por isso, não contraditório a ele, através da ideia kantiana de um negativo posicionar - há um invisível do visível, que não é um nada, mas seu verso, seu outro lado, e que se faz perceber por sua ausência. A partir desses tópicos, foi possível compreender o sentido ontológico que Merleau-Ponty atribui ao estudo da Natureza e a ontogênese do homem nesta. Demonstra-se aí seu enraizamento na animalidade, mostrando como o espírito, a consciência e a Razão possuem urna imbricação originária com ela. O vínculo estesiológico com o mundo já se perfaz como relação desejante, no desequilíbrio entre o sujeito e a inesgotabilidade do mundo.Essa relação só pode ser compreendida fora do quadro do objetivismo, que vê o mundo através de uma noção de espaço e tempo partes extra partes, explicitando uma especialidade e uma temporalidade originarias, marcadas pela promiscuidade e pelo imbricarnento das partes entre si. Assim, Merleau-Ponty descreve o ser-no-mundo na conjunção com a relação desejante, desde suas raízes na animalidade, no desenvolvimento do comportamento cujo Umwelt (meio ambiente instituído a partir das possibilidades organicas do organismo) não lhe é dissimulado e cujos elementos estão abertos à interpretação, através dos sistemas de equivalências próprios ao corpo. A ênfase na dinarnica desejante ganha um status ontológico, descrevendo o ser-nomundo através da complementaridade entre uma recherche do corpo e uma provocação do mundo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Vitor Hugo de; FURLAN, Reinaldo. Intercorporeidade e mundo em merleau-ponty. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Oliveira, V. H. de, & Furlan, R. (2016). Intercorporeidade e mundo em merleau-ponty. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira VH de, Furlan R. Intercorporeidade e mundo em merleau-ponty. 2016 ;
    • Vancouver

      Oliveira VH de, Furlan R. Intercorporeidade e mundo em merleau-ponty. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022