Exportar registro bibliográfico

A influência da convivência com um parceiro doente sobre a resposta inflamatória alérgica pulmonar em camundongos (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: HAMASATO, EDUARDO KENJI - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: NEUROIMUNOMODULAÇÃO; TUMOR DE EHRLICH ANIMAL; CATECOLAMINAS; CITOCINAS; CAMUNDONGOS
  • Keywords: Allergic lung inflammation; Catecholamines; Citocinas Th1/Th2; Ehrlich ascites tumor; Inflamação alérgica pulmonar; Neuroimmunomodulation; Th1/Th2 cytokines
  • Language: Português
  • Abstract: As relações bidirecionais entre o Sistema Nervoso e o Sistema Imune são relevantes para a manutenção da homeostase do organismo. Estudos realizados em nosso laboratório mostraram que 14 dias de coabitação com um conspecífico doente (injetado com células do tumor de Ehrlich-TAE) produziu mudanças comportamentais, endócrinas e imunológicas. Este estudo analisa os efeitos da convivência com um animal portador de tumor de Ehrlich em camundongos OVA sensibilizados e desafiados sobre a resposta alérgica pulmonar. Pares de camundongos machos foram separados em três grupos: naïve, controle e experimental. Os animais do grupo naïve não foram manipulados sendo utilizados para a avaliação de parâmetros basais. Um animal de cada par dos grupos experimental e controle foi imunizado com OVA. No dia D(0), os animais imunizados receberam uma dose reforço de OVA. No dia D(0) os camundongos do grupo experimental que não foram manipulados foram inoculados com 5x106 células de tumor de Ehrlich; seus companheiros de gaiola moradia foram designados CAD (companheiro do animal doente). Os camundongos não perturbados de cada par do grupo controle foram tratados (i.p.) em D(0) com 0,9% de NaCl, sendo designados CAS (companheiro do animal saudável). O desafio intranasal com OVA foi realizado nos camundongos CAS e CAD nos dias D(12) e D(13); colheram-se o sangue e os tecidos no dia D(14). Em comparação com o grupo CAS, os camundongos do grupo CAD apresentaram 14 dias após a coabitação:(1) aumento do número de eosinófilos e neutrófilos no LBA, (2) diminuição na contagem de células da medula óssea, (3) aumento do níveis de IL-4 e IL-5 e diminuição de IL-10 e INF-ϒ no sobrenadante do LBA, (4) aumento dos níveis de IgG1-OVA, diminuição dos níveis de IgG2a-OVA e nenhuma alteração na IgE-OVA no sangue periférico, (5) aumento na expressão de ICAM-1, VCAM-1 e L-selectina em granulócitos do LBA, (6) diminuição da reatividade da traquéia à metacolina in vitro, (7) aumento da desgranulação de mastócitos, (8) nenhuma alteração nos níveis plasmáticos de corticosterona, (9) aumento dos níveis de adrenalina e noradrenalina plasmáticas, (10) diminuição no tempo de permanência e entradas nos braços abertos do labirinto em cruz elevado, (11) diminuição da expressão de IL-6 no PVN e (12) diminuição da expressão de C-fos no PFC. Estes resultados mostram que a convivência forçada com um animal portador de um tumor ascitico de Ehrlich exacerba a inflamação alérgica pulmonar de camundongos. Eles foram discutidos como decorrentes da estimulação do Sistema Nervoso Autônomo Simpático (SNS) pelo estresse psicológico gerado pela coabitação com o parceiro doente, via liberação de adrenalina e noradrenalina e consequente mudança no perfil de citocinas Th1/Th2 para uma resposta do tipo Th2. Esta alteração seria, provavelmente, um dos mecanismos responsáveis pelo aumento do recrutamento celular para as vias aéreas dos camundongos do grupo CAD
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.04.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HAMASATO, Eduardo Kenji; PALERMO NETO, João. A influência da convivência com um parceiro doente sobre a resposta inflamatória alérgica pulmonar em camundongos. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-29092016-103925/ >.
    • APA

      Hamasato, E. K., & Palermo Neto, J. (2016). A influência da convivência com um parceiro doente sobre a resposta inflamatória alérgica pulmonar em camundongos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-29092016-103925/
    • NLM

      Hamasato EK, Palermo Neto J. A influência da convivência com um parceiro doente sobre a resposta inflamatória alérgica pulmonar em camundongos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-29092016-103925/
    • Vancouver

      Hamasato EK, Palermo Neto J. A influência da convivência com um parceiro doente sobre a resposta inflamatória alérgica pulmonar em camundongos [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-29092016-103925/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021