Exportar registro bibliográfico

Bioprospecção de fungos filamentosos e aplicação de enzimas na obtenção de bioetanol a partir de lodo branco e no biobranqueamento de polpa celulósica da indústria de papel (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: BETINI, JORGE HENRIQUE ALMEIDA - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ENZIMAS; FUNGOS; INDÚSTRIA DE CELULOSE E PAPEL; BIOTECNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A diversidade de micro-organismos e de enzimas que eles produzem leva à busca de novas espécies para utilização em processos industriais diversificados, como: farmacêutico, alimentício, químico, branqueamento de celulose, fermentação, etc. No setor de celulose e papel-e em seus processos febris, durante o branqueamento da polpa de celulose para fabricação de papel, são gastas grandes quantidades de produtos químicos visando alcançar uma polpa celulósica o mais branca possível. Estes processos geram grandes volumes de efluentes inorgânicos e organicos que agridem o meio ambiente. A utilização de enzimas no branqueamento (biobranqueamento) pode reduzir a quantidade desses reagentes químicos, assim como, de seus efluentes. Enzimas também têm aplicação na hidrólise de resíduos industriais organicos compostos por material celulósico, visando à obtenção de etanol de segunda geração, uma alternativa ecológica e potencialmente viável. Este trabalho teve como objetivo a prospecção de novas espécies fúngicas produtoras de enzimas que degradam a parede celular vegetal, assim como de amílases para degradar o amido presente no papel reciclado e no lodo branco (material proveniente do efluente das máquinas de papel). Para isto, foram isolados pelo menos 10 fungos de solos e material em decomposição, assim como utilizados fungos da colação do laboratório de Microbiologia/Biologia Celular da FFCLRP-USP. O fungo Aspergillus carbonarius foi o escolhido como o melhor produtor de xilanases e amílases em meio de Fermentação Substrato Sólido com farelo de trigo:sabugo de milho (FTSM) e FTMS adicionado de amido 0.5% (FTSMAM), respectivamente. As enzimas também foram produzidas em meios líquidos SR, Khanna, MM e Meio para Fusarium, mas a produção foi destacada nos meios SR e Khanna. As xilanases apresentaram melhor atividade em pH ácido e temperaturas entre 45-60°CAnálises do lodo branco demonstraram ser constituído de 15,9% de lignina, 40% de carboidratos (destes 8,44% de hemicelulose e 79,57% de celulose). Análises obtidas por microscopia óptica de luz e microscopia eletrônica de varredura, após incubação com um m^lx de enzimas, revelaram considerada degradação do lodo branco, utilizado como controle. Os produtos de hidrólise enzimát.ica do lodo branco detectados por camada delgada de sílica e HPLC revelaram a formação de glicose, xilose e traços de maltose. Foi realizada a contagem de viabilidade celular da levedura, análises de pé, °Brix, açúcares redutores e teor alcoólico. A fermentação do lodo branco usando saccharomyces cerevisiae, quando o meio foi suplementado com 3g/L de extrato de levedura, foi considerada satisfatório, com 2,40 gramas/mL de bioetanol. Os testes de biobranqueamento das polpas celulósicas utilizando xilanases de diferentes fungos foram eficientes com significativa diminuição do numero Kappa, aumento da alvura e sem alteração significativa da viscosidade. Portanto, com este trabalho foi possível vislumbrar a importância da aplicação de enzimas fúngicas pelas indústrias no processo de branqueamento da polpa de celulose, sugerindo redução da quantidade de produtos químicos e consequentemente obtendo efluentes menos agressivos, assim como destaca a importância da hidrólise enzimática do lodo de branco para produzir bioetanol. Todo trabalho da pesquisa foi realizado visando a aplicação de enzimas para prevenção ao meio ambiente - o planeta e a natureza agradecem
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.05.2016

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BETINI, Jorge Henrique Almeida; POLIZELI, Maria de loudes Teixeira de Moraes. Bioprospecção de fungos filamentosos e aplicação de enzimas na obtenção de bioetanol a partir de lodo branco e no biobranqueamento de polpa celulósica da indústria de papel. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016.
    • APA

      Betini, J. H. A., & Polizeli, M. de loudes T. de M. (2016). Bioprospecção de fungos filamentosos e aplicação de enzimas na obtenção de bioetanol a partir de lodo branco e no biobranqueamento de polpa celulósica da indústria de papel. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Betini JHA, Polizeli M de loudes T de M. Bioprospecção de fungos filamentosos e aplicação de enzimas na obtenção de bioetanol a partir de lodo branco e no biobranqueamento de polpa celulósica da indústria de papel. 2016 ;
    • Vancouver

      Betini JHA, Polizeli M de loudes T de M. Bioprospecção de fungos filamentosos e aplicação de enzimas na obtenção de bioetanol a partir de lodo branco e no biobranqueamento de polpa celulósica da indústria de papel. 2016 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021