Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Inflamação e consumo de lácteos em indivíduos adultos residentes no município de São Paulo (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: GADOTTI, TÁBATA NATAL - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913
  • Subjects: INFLAMAÇÃO; CONSUMO DE ALIMENTOS; LATICÍNIOS; QUEIJO; IOGURTE; COLETA DE DADOS; INQUÉRITOS SOBRE DIETAS; CARDIOPATIAS; SAÚDE PÚBLICA; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Keywords: Lácteos; Risco Cardiovascular
  • Language: Português
  • Abstract: Futuros estudos de suplementação poderão confirmar estes achados, caracterizando o benefício do consumo de lácteos.Introdução - Evidências recentes de estudos clínicos e epidemiológicos sugerem uma relação inversa entre o consumo de alimentos lácteos e inflamação, demonstrando a relevância do tema para Saúde Pública diante de sua possível atuação na redução do risco cardiovascular. Objetivo - Avaliar a associação entre consumo de alimentos lácteos e marcadores inflamatórios em uma amostra representativa de adultos residentes no município de São Paulo. Métodos - Trata-se de um estudo com delineamento transversal, de base populacional, que utilizará dados bioquímicos (coleta de sangue) e de consumo alimentar (Recordatório Alimentar de 24 horas e Questionário de Frequência Alimentar) provenientes de 269 indiviÍduos de ambos os sexos e idade entre 19 e 59 anos participantes do ISA Capital - 2008/2009. Resultados - Após ajustes de idade e sexo, o consumo total de lácteos demonstrou correlação inversa com as concentrações séricas de homocisteína e interleucina-8. O tercil de maior consumo de iogurte esteve significativamente associado com menores níveis de interleucina-8, fator de necrose tumoral-, homocisteína, triglicérides e VLDL-colesterol e maiores da leptina quando comparado ao tercil de menor consumo (p<0,005). Os queijos com menor teor de gordura apresentaram seu consumo inversamente associado às concentrações de interleucina-8, proteína quimiotática de monócitos-1 e triglicérides e positivamente com HDL-colesterol e leptina, apesar de também correlacionados ao fator de necrose tumoral- e adiponectina (p<0,005). Os grupos do leite e queijos em geral também estiveram associados com alguns marcadores inflamatórios. Conclusões - O maior consumo de iogurte e queijo light parece modular o sistema imune em favor à um menor estado inflamatório, demonstrando-se independentemente associado à reduzidas concentrações de diversos marcadores anti-inflamatórios.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.2016
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GADOTTI, Tábata Natal; MARTINI, Ligia Araujo. Inflamação e consumo de lácteos em indivíduos adultos residentes no município de São Paulo. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913 > DOI: 10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913.
    • APA

      Gadotti, T. N., & Martini, L. A. (2016). Inflamação e consumo de lácteos em indivíduos adultos residentes no município de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913
    • NLM

      Gadotti TN, Martini LA. Inflamação e consumo de lácteos em indivíduos adultos residentes no município de São Paulo [Internet]. 2016 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913
    • Vancouver

      Gadotti TN, Martini LA. Inflamação e consumo de lácteos em indivíduos adultos residentes no município de São Paulo [Internet]. 2016 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2016.tde-18102016-153913

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021